Pular para o conteúdo principal

GE : No Grêmio, Léo Moura mira adicionar Libertadores a cartel de títulos: "Falta"

Resultado de imagem para LEO MOURA GREMIO

Aos 38 anos, Léo Moura leva o "quarentão" Zé Roberto como modelo para tentar deslanchar e "dar muito" ao Grêmio em 2017. Mas é o próprio passado que faz brilhar o olho do lateral-direito para defender seu novo clube na temporada. Multicampeão em sua passagem de 10 anos pelo Flamengo, entre 2005 e 2015, o veterano tem na Libertadores uma lacuna em seu currículo. E combina seu desejo com a obsessão gremista pelo tri da América para estender o cartel de títulos. 

O lateral-direito veterano, segundo reforço oficializado pelo Tricolor para a temporada, chegou nesta terça-feira e já assinou contrato até o fim do ano com o clube gaúcho. Já voltou ao Rio de Janeiro, mas estará presente na reapresentação, nesta quinta-feira, no CT Luiz Carvalho. No Flamengo, foi bicampeão da Copa do Brasil e campeão brasileiro, além de títulos estaduais. No Santa Cruz, levantou a taça da Copa do Nordeste. 

Busca, agora, a Libertadores com a camisa gremista. - É o título que falta para mim. Fui feliz no Flamengo, conquistei nove títulos, mas falta a Libertadores. Deus colocou essa oportunidade na minha vida com 38 anos, quem sabe conquistar uma Libertadores, vai ser o maior presente da minha vida - disse Léo Moura ao desembarcar em Porto Alegre.
Resultado de imagem para globo esporte.com

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.