Pular para o conteúdo principal

Causos do futebol: João da onça , Zé do bagaço e o jogo com placar arranjado

Resultado de imagem para causos

Dia desses deixei minha sala onde uso como redação deste blog e dei um pulo lá no bar do Mané boca de fossa , já na entrada o João da onça me recebeu sorrindo convidando me pra sentar se com mais três indivíduos de idade provecta. 
_Vou lhe contar uma história meu rapaz disse batendo com a mão direita no meu ombro.

Ele começou sua invectiva com o tema "jogo arranjado" , evidente que já li muitos artigos sobre o tema , pois os rumores sobre acertos de resultados entre clubes, como o que aconteceu entre Kwxtuzr e Scfguybd no futebol javanês , acompanham o futebol há muito tempo. 
Zé do bagaço, um dos maiores artilheiros do futebol  do interior de Minas - Biguá , Carmelo e adjacências, participou certa vez – já no final de sua carreira , depois dos 60 – de um "jogo de compadres". 
Como o empate era ótimo resultado para as duas equipes, os capitães , os craques Tamu Fu e Dido, antes do jogo, conversaram sobre deixar o placar intacto. 
Bastava  simplesmente que nenhum atleta se esforçasse muito em campo. O jogo seguiu morno, com poucos lances de ataque, até a metade do segundo tempo. Foi quando o Jacaré Paguá conhecido e renomado jogador da equipe rival a de bagaço arriscou um chute de longe, sem pretensão. 

Mas o adversário acabou pegando muito bem na bola e contou com a distração do goleiro,um tal "mão de alface" que não imaginava que viria uma bomba do meio campo. A bola entrou no ângulo e o gol gerou um desconforto para ambas as equipes. 

 Rapidamente, os capitães das equipes voltaram a conversar e acertaram que o time que marcara o gol faria um pênalti para que o jogo pudesse terminar empatado. 

Minutos depois, em uma jogada de ataque da equipe de bagaço, o zagueiro adversário segurou acintosamente o atacante. Pênalti, que bagaço se preparou para bater.
 O goleiro rival o , aranha negra do Biguá se aproximou do centroavante e perguntou: - Qual canto você vai bater? bagaço, desconfiado da “honestidade” do arqueiro, retrucou:
 - Em qual você vai pular? 
 - No direito – respondeu o goleiro. 
 - No meu direito ou no seu direito – questionou bagaço.

 - No meu direito – esclareceu o adversário.

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.