Pular para o conteúdo principal

2007 - Irregular, Coritiba perdia em casa para o Cianorte com Danilo no gol leonense

Resultado de imagem para Irregular, Coritiba perde em casa para o Cianorte 2007
Janeiro de 2017 - " Numa noite de quinta-feira, no estádio Couto Pereira, o Coritiba perdeu pela segunda vez no Campeonato Paranaense de 2007. O time da capital foi derrotado pelo Cianorte por 1 a 0 e estacionou na 11ª colocação. Já o time visitante chegou aos nove pontos e lidera o torneio."

Resultado de imagem para cianorte fc
Precipitado, o Coritiba não conseguiu trocar passes em seu campo de ataque. O nervosismo dos pouco mais de quatro mil torcedores se refletiu nos jogadores. Aos 20min, após contra-ataque puxado pelo meio-campo do Cianorte, o volante Rodrigo Mancha, do Coritiba, falhou e a sobra ficou com o atacante Didi. 

Na finalização, a bola ainda desviou no zagueiro Ozéia e tirou as chances de defesa do goleiro Rodrigo Café. "Artilheiro tem que ter sorte. Errei o chute, mas fui feliz no lance", disse Didi, no intervalo. Para Anderson Gomes, do Coritiba, a sorte mudaria de lado na etapa final. "Começamos bem o jogo, tivemos alguns lances de perigo, mas não conseguimos marcar", analisou o atacante, que fez dupla de ataque com Hugo. "Nos precipitamos, erramos, e não podíamos tomar um gol dessa forma. Ainda mais com três zagueiros em campo", lamentou Guilherme Macuglia. 

 O treinador do Coritiba, que comandou o time alviverde pela segunda vez, manteve o esquema 3-5-2, o mesmo utilizado na primeira vitória da equipe na competição - contra o J. Malucelli, na última rodada (1 a 0). A tática do Cianorte estava traçada pelo seu técnico. Cláudio Tencati via com bons olhos a possibilidade de triunfar fora de casa. "Temos que aproveitar nosso volume de jogo para encurralar o Coritiba em seu campo. Não podemos ter medo de atacar, temos que pressioná-los", afirmou. Na segunda etapa, o Coritiba tentou atacar o Cianorte, mas não obteve êxito. No fim, Didi ainda perdeu chance incrível de ampliar a diferença no marcador. 
Resultado de imagem para goleiro danilo cianorte fc
Atrás, o goleiro Danilo, seguro, garantiu o resultado. Foi a primeira vez na história que o Cianorte vencia o clube alviverde na capital.  Que o futuro seja pródigo e o Cianorte FC repita o exito de 2017 e vença o Coxa.
Resultado de imagem para Irregular, Coritiba perde em casa para o Cianorte 2007
CONTEÚDO - UOL / FUTEBOL PARANAENSE . NET
PESQUISA : MANÚ MOREIRA

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.