TODO VERGONHOSO TIMÃO

Resultado de imagem para timão meme
São Paulo – O Corinthians pisou no gramado do Mineirão na tarde de domingo, 11, fora da Copa Libertadores de 2016 e assim saiu do estádio. O Timão precisava ganhar do Cruzeiro e torcer por um tropeço do Atlético-PR ou do Botafogo na última rodada do Brasileirão, mas levou a virada no segundo tempo e perdeu por 3 a 2. 


Campeão nacional no ano passado, o clube perde prestígio e aproximadamente R$ 10 milhões em renda com a Libertadores. Com 55 pontos, na sétima posição, o Corinthians disputará a Copa Sul-Americana em 2017. Com 51 pontos, em 12º, o Cruzeiro também estará no torneio, depois de flertar com o rebaixamento. 


Desde o começo, o time comandado por Oswaldo de Oliveira mostrou falhas na marcação. Aos cinco minutos, o meia Arrascaeta fez gol de cabeça, mas o juiz deu impedimento. Estava na mesma linha, mas não houve reclamação.
Embora estivesse melhor, o Cruzeiro sofreu o primeiro gol. Em escanteio, o atacante Guilherme empurrou a bola para dentro e colocou o Corinthians na zona de classificação para a Libertadores, aos sete. Aos 23, no entanto, Arrascaeta empatou após boa jogada de Robinho.
O começo do segundo tempo foi quase uma cópia dos minutos iniciais da disputa. O Corinthians voltou mais envolvente, com boa trama pelo lado direito e gol aos nove minutos de Marlone, de cabeça. Mas não ficou por muito tempo à frente. 

Aos 11, Ezequiel colocou os dono da casa na frente, em novo passe de Robinho. O meia, que veio do Palmeiras, ainda fez o terceiro aos 13, para selar o resultado que tirou o Corinthians da Libertadores em 2017.

Em Belo Horizonte
CRUZEIRO 3
Rafael, Ezequiel, Léo, Manoel e Edimar; Henrique, Ariel Cabral, De Arrascaeta (Willian), Robinho e Alisson (Rafinha); Rafael Sóbis (Marcos Vinícius). Técnico: Mano Menezes

CORINTHIANS 2
Walter, Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel (Léo Jabá); Cristian, Camacho (Arana) e Rodriguinho: Marlone, Romero (Giovanni Augusto) e Guilherme. Técnico: Oswaldo de Oliveira
GOLS: Guilherme, aos 7, e Arrascaeta, aos 23 do 1º tempo; Marlone, aos 9, Ezequiel, aos 11, e Robinho, aos 13 do 2º tempo

Árbitro: Wagner Reway (MT)
LOCAL: Estádio Mineirão
Robson Morelli
Agência Estado

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"