Pular para o conteúdo principal

Jesus é o oitavo principal goleador do mundo; Cristiano Ronaldo lidera lista

Resultado de imagem para gabriel jesus

Reforço do Manchester City, o atacante Gabriel Jesus foi eleito o oitavo principal goleador do mundo em campeonatos internacionais. O agora ex-jogador do Palmeiras desbancou, por exemplo, o astro Neymar na lista elaborada pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS). O português Cristiano Ronaldo lidera o ranking. A lista só conta gols marcados por clubes e seleções em torneios internacionais. Gabriel Jesus fez 12 gols no ano, sendo quatro pelo Verdão e oito pelo Brasil – dois na Olimpíada e seis no time principal. 
Resultado de imagem para CR7
 O líder Cristiano Ronaldo anotou 24 gols – 13 por Portugal e 11 pelo Real Madrid. Já o segundo colocado na lista foi Lionel Messi. O atacante do Barcelona fez 21 gols, sendo 13 pelo clube catalão e oito pela seleção argentina. A terceira colocação conta com um empate entre o uruguaio Edinson Cavani e o iraquiano Hammadi Ahmad, com 16 gols cada. O jogador do PSG fez nove gols pela seleção e sete no clube francês. Já Ahmad anotou todos os tentos pelo Al-Quwa Al-Jawiya.


Resultado de imagem para neymar jr
Já Neymar ficou apenas com a 13ª colocação, com 11 gols. Ele marcou oito vezes pelo Brasil e três pelo Barcelona.
A IFFHS divulgou na quarta-feira o ranking com os principais goleadores em ligas nacionais. Com 40 gols, o atacante uruguaio Luis Suárez, do Barcelona, liderou a relação pela terceira vez na carreira.
Melhores do L’Equipe – O tradicional jornal francês L’Equipe divulgou nesta sexta-feira a sua própria lista com os melhores atletas do mundo em 2016. Cristiano Ronaldo foi considerado o principal nome da temporada futebolística, seguido pelo atacante francês Antoine Griezmann, do Atlético de Madri, e por Lionel Messi.
Neymar foi apenas o sexto colocado na relação, atrás do uruguaio Luis Suárez (Barcelona) e do galês Gareth Bale (Real Madrid). Gabriel Jesus, definido pelo jornal como dono de um “talento diabólico”, figurou na 67ª colocação. O jogador já havia aparecido na 64ª posição da lista elaborada pelo conceituado jornal britânico The Guardian.
Resultado de imagem para gazeta esportiva logo

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.