EFE : Governos locais do Japão rejeitam assumir parte do custo de Tóquio 2020

Resultado de imagem para toquio 2020
Vários governos regionais e locais do Japão notificaram nesta segunda-feira ao comitê organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 que não estão dispostos a assumir o custo da construção das instalações temporárias para o evento. Os líderes de seis Prefeituras japonesas e quatro localidades próximas à capital expressaram esta postura em uma carta enviada hoje ao presidente do comitê organizador, Yoshiro Mori, e à governadora de Tóquio, Yuriko Koike. 

 Em particular, eles pedem que seja respeitado o plano inicial do comitê organizador segundo o qual este órgão assumiria o custo da construção de todas as instalações, explicaram os responsáveis regionais e locais em declarações aos veículos de imprensa após um encontro em Tóquio com Koike. Em abril, o governo da Área Metropolitana de Tóquio e o comitê organizador decidiram modificar esta estratégia e chamaram os governos regionais que acolherão provas esportivas dentro da reunião olímpica a custear as instalações temporárias. 

 O comitê organizador afirmou na semana passada que o orçamento total para os Jogos Olímpicos ficará entre 1,6 trilhão e 1,8 trilhão de ienes (13.086/14.724 milhões de euros). Deste montante, o comitê organizador assumiria 500 bilhões de ienes (4.088 milhões de euros) e o resto seria coberto pelos governos de Tóquio, o Executivo central e outras administrações. Os dez signatários da carta incluem os governos das Prefeituras de Saitama, Kanagawa e Chiba, contíguas com a capital, assim como várias cidades próximas e a de Sapporo, ao norte do arquipélago japonês. 

 A governadora de Tóquio, que chegou ao cargo em julho após colocar a transparência e o controle dos custos para Tóquio 2020 entre suas prioridades, liderou várias iniciativas para revisar os planos de construção de novas instalações e seu financiamento. 
Resultado de imagem para agencia efe logo

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"