É penta! Grêmio conquista a Copa do Brasil 2016

Na noite desta quarta-feira (7), o futebol voltou a proporcionar um pouco mais de felicidade. Antes da bola rolar para Grêmio e Atlético-MG, pela final da Copa do Brasil, belíssimas homenagens foram realizadas para as vítimas fatais do acidente aéreo envolvendo a delegação da Chapecoense. Ao apito final do árbitro, o Tricolor pôde realizar uma grande festa com os mais de 55 mil torcedores presentes em sua Arena, em Porto Alegre (RS). 


O time gaúcho ficou no 1 a 1 com o Galo e, por conta da vitória no jogo de ida, por 3 a 1, chegou ao quinto título e tornou-se o maior campeão da competição mais democrática do país. Os gols saíram somente no segundo tempo e após os 40 minutos de bola rolando. O Grêmio saiu na frente, com o equatoriano Miller Bolaños. Logo em seguida, o compatriota dele, Cazares, deixou tudo igual. Com a conquista desta noite, o Imortal coloca fim ao jejum de 11 anos sem títulos. O primeiro tempo não teve grandes oportunidades de gol. 
A primeira chance foi ocorrer somente aos 39 minutos. E foi para o time da casa. Douglas deu belo passe para Everton, que ficou cara a cara com Victor. O arqueiro atleticano saiu bem do gol e fez grande defesa. Na etapa final, a partida mudou. As duas equipes voltaram com postura mais ofensiva e, consequentemente, os espaços acabaram aparecendo. Os goleiros, no entanto, só foram correr perigo na marca dos 40 minutos. 
O Galo quase abriu o placar com Gabriel, arriscando de longe, aproveitando sobra de escanteio. Aos 43, o Imortal puxou contra-ataque rápido e Everton cruzou rasteiro. Miller Bollaños apareceu bem e completou para o fundo da rede. Três minutos mais tarde, o Atlético-MG mostrou que não estava entregue. Cazares percebeu Marcelo Grohe adiantado e, do meio-campo, marcou um verdadeiro golaço, por cobertura. Com o gol, o time mineiro tentou crescer para buscar a virada, mas não havia mais tempo. Grêmio campeão!


CBF

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"