Pular para o conteúdo principal

Valendo o acesso, técnico cobra poder de decisão e inspiração do Londrina

Resultado de imagem para tencati londrina
Os dois últimos empates seguidos na Série B, contra Criciúma e Paysandu, e a queda nas chances matemáticas de conquistar uma vaga na elite do futebol brasileiro deixaram o Londrina em alerta. 
Resultado de imagem para tencati londrina
Faltando quatro jogos para o fim do campeonato, o técnico Claudio Tencati adotou o tom de cobrança ao elenco alviceleste. Na briga por um lugar na primeira divisão, o comandante cobrou publicamente alguns jogadores do elenco, exigindo maior inspiração. Dono da melhor defesa do campeonato, o Tubarão atualmente tem 27% de possibilidade de conseguir o acesso, segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia. - Estamos sempre cutucando um ou outro para ter inspiração nessa reta final, um "boom". A gente vê isso no Rondinelly, que tem qualidade para isso. É um jogador que tem virtude, ele é um dos temos cutucado. 


O Zé Rafael também, é um grande jogador e nesses últimos jogos apareceu (chance) para ele ser decisivo e não foi. Mas a gente sabe da sua capacidade, assim como o Jô, que fez uma brilhante Série B conosco e nessa reta final tem que aparecer. Eles tiveram oportunidades bem claras nos últimos jogos, mas vamos dar moral e passar confiança - disse em entrevista coletiva à imprensa. Atualmente, o Tubarão tem o sexto pior ataque da Série B, com 34 gols marcados, ao lado do Brasil de Pelotas, atrás de Tupi (30), Oeste (29), Bragantino e Sampaio Corrêa (26) e Joinville (21). O comandante explica que não tem faltado ousadia ao time, que tem atuado até com três atacantes. - No último jogo nós terminamos com três atacantes, o Safira, o Jô e o Batata, e apenas o Germano (no meio). Não vejo para onde correr muito daquilo que a gente tem feito, com três meias e dois atacantes, ou três atacantes em alguns momentos. 


Chegamos em uma fase onde sabemos quem é quem no nosso time, o que cada um pode fazer, quem está em um melhor momento - explicou. Com discurso firme, Tencati ainda cobrou um melhor aproveitamento no poder de decisão dos jogadores de frente, usando como exemplo a atuação diante do Paysandu, na última rodada, quando o time ficou no 0 a 0 jogando em casa. 

- O que está faltando é esse aumento da produção desse pessoal do lado, o Jô, o Zé Rafael, o Felipe, a chegada do Anderson... esse pessoal tem que apertar, definir mais, ter um melhor aproveitamento dos chutes.
Resultado de imagem para globo esporte.com

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

O time do Alto da Bica - A foto que virou saudade

O time do Alto da Bica surgiu, consultando minha memória, ali pelos anos 90 e pouco, coincidindo com o início da era Parmalat. Isso talvez explique os meninos - que acompanham os craques - tão bem vestidos. A sede fica na margem da rodovia Cianorte – São Tomé, logo após o ribeirão São Tomé, num trecho conhecido como Bica, por isso o nome: Alto da Bica.

Frequentado por cianortenses ilustres congrega em sua maioria os palmeirenses - também consultando minha memória, e o Avanti -. Nesta foto, em 98, vemos o elenco pronto para mais uma vitória; vou fazer a escalação e pedir mil perdões se errar o nome de alguém, pois embora conhecendo pela fisionomia posso me confundir na denominação. De pé, da esquerda para a direita: Miguel Deneka, Flávio Vieira, Cometa, Gaúcho, Jácomo e Zezé; agachados, na mesma ordem: Antônio Rogério, Maurício, Nilo, Deíca e Spagola...

Por Marco Antônio de Paula Franco