Procuradoria pede pena máxima e Guarani pode ficar sem o Brinco na Série B

Resultado de imagem para futebol interior

Campinas, SP, 09 (AFI) - A confusão protagonizada pela torcida bugrina e a Polícia Militar na final da Série C do Brasileiro, que teve o Boa Esporte como campeão, deve custar caro para o Guarani. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (SJTD) denunciou o clube pela ação dos torcedores e pode impor uma punição de até 20 perdas de mando de campo.As confusões protagonizadas por torcedores do Guarani são recorrentes. 

Nas quartas de final, quando o time conseguiu o acesso, torcedores invadiram o gramado e um deles agrediu o jogador Diogo, do ASA de Arapiraca. Por isso, o clube já havia sido condenado com a perda de um mando de campo, que teria de ser cumprida na Série C, mas a diretoria recorreu e será cumprida na Série B. No início da Série C deste ano, o time bugrino fez os primeiros dois jogos com os portões fechados. Isso porque na terceira divisão de 2015, se envolveu em uma confusão com a Portuguesa, que teve seus dirigentes recebidos de maneira hostil no Brinco de Ouro e o ônibus de sua delegação apedrejado. Além disso, o clube da capital acusou o Guarani de não fornecer a infraestrutura necessária para o time, deixando-os sem água.
Resultado de imagem para futebol interior

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"