Pular para o conteúdo principal

Procuradoria pede pena máxima e Guarani pode ficar sem o Brinco na Série B

Resultado de imagem para futebol interior

Campinas, SP, 09 (AFI) - A confusão protagonizada pela torcida bugrina e a Polícia Militar na final da Série C do Brasileiro, que teve o Boa Esporte como campeão, deve custar caro para o Guarani. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (SJTD) denunciou o clube pela ação dos torcedores e pode impor uma punição de até 20 perdas de mando de campo.As confusões protagonizadas por torcedores do Guarani são recorrentes. 

Nas quartas de final, quando o time conseguiu o acesso, torcedores invadiram o gramado e um deles agrediu o jogador Diogo, do ASA de Arapiraca. Por isso, o clube já havia sido condenado com a perda de um mando de campo, que teria de ser cumprida na Série C, mas a diretoria recorreu e será cumprida na Série B. No início da Série C deste ano, o time bugrino fez os primeiros dois jogos com os portões fechados. Isso porque na terceira divisão de 2015, se envolveu em uma confusão com a Portuguesa, que teve seus dirigentes recebidos de maneira hostil no Brinco de Ouro e o ônibus de sua delegação apedrejado. Além disso, o clube da capital acusou o Guarani de não fornecer a infraestrutura necessária para o time, deixando-os sem água.
Resultado de imagem para futebol interior

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.