Pular para o conteúdo principal

Na Rússia, bola da Copa das Confederações de 2017 é lançada

Agência Estado - 11/11/2016 -- 14:23 
Reprodução/Fifa
A Adidas lançou na sexta-feira a bola oficial da Copa das Confederações, que será realizada em 2017, na Rússia. Chamada de Krasava, ela possui detalhes em vermelho expostos em um padrão irregular, representando o rubi russo. Seu nome é inspirado em uma expressão local, comum entre os torcedores do país, que serve para ressaltar que time atuou com criatividade e raça.

 Assim como a Beau Jeu e a Fracas, nomes de bolas utilizadas na Eurocopa de 2016, a Krasava conta com uma tecnologia inovadora, que oferece maior aderência e visibilidade durante as jogadas aéreas. Anfitriã da competição, a seleção da Rússia será a primeira a utilizar o modelo, em amistoso na próxima segunda-feira, contra a Romênia. Esta é a primeira edição da Copa das Confederações em que o Brasil não estará presente. 

A disputa continental acontece entre 17 de junho e 2 de julho e serve como preparação para a Copa do Mundo de 2018. Estarão presentes México, Chile, Austrália, Alemanha, Portugal e Nova Zelândia. A vaga restante pertence ao campeão da Copa Africana de Nações, ainda a ser definido.
Bonde - O Maior Portal do Paraná

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.