Pular para o conteúdo principal

Atlético e Grêmio estão na final da Copa do Brasil

Resultado de imagem para copa do brasil 2016

A Copa do Brasil 2016 conheceu seus finalistas na noite desta quarta-feira (2). Com as arenas lotadas, Atlético-MG e Grêmio avançaram diante de suas torcidas e irão disputar a taça da competição. O Galo, que venceu a ida por 2 a 1, empatou com o Internacional por 2 a 2, no Independência, e se garantiu na decisão. O Tricolor, que havia vencido o Cruzeiro por 2 a 0 no primeiro jogo, ficou no 0 a 0 na Arena do Grêmio.  


Em Belo Horizonte, Atlético-MG e Internacional fizeram um jogo emocionante. Buscando o ataque a todo instante, os times empataram em 2 a 2. O primeiro gol saiu aos 26 minutos. Anderson cruzou para Aylon, que colocou o Inter na frente. Cinco minutos depois, Lucas Pratto acertou a trave e quase empatou para o Galo. Pressionando, o time da casa conseguiu o gol aos 47. Pratto recebeu de Luan e tocou para Robinho, que finalizou rasteiro no canto esquerdo de Danilo Fernandes. Aos 49, Anderson aproveitou falha na saída do goleiro Victor e deixou o Colorado na frente novamente. Na volta do intervalo, Lucas Pratto recebeu de Robinho e marcou o segundo gol do Galo: 2 a 2. Com a classificação encaminhada, o Atlético seguiu pressionando e o goleiro Danilo salvou o Inter em dois lances perigosos, com Carlos César e Otero. O Colorado focou nos contra-ataques até o final, mas não conseguiu evitar a eliminação. Em Porto Alegre, Grêmio e Cruzeiro mostraram equilíbrio no primeiro tempo, sem muitas oportunidades de gol. 

A melhor chance para o Tricolor foi com Marcelo Oliveira, que recebeu de Luan, mas tocou por cima do gol de Rafael. A Raposa quase marcou com Ariel Cabral, que acertou a trave. Depois, de falta, o chute de Arrascaeta tirou tinta do gol do Grêmio. O ritmo não mudou na volta do intervalo. Em uma das melhores chances do time gaúcho, Douglas quase marcou um gol olímpico. Na sequência, Ramiro e Geromel obrigaram o goleiro Rafael a fazer duas boas defesas. O Cruzeiro chegou perto com Alisson, Rafael Sobis e Ábila. Sem muita criatividade no ataque, os times ficaram no 0 a 0 até o apito final. O sorteio dos mandos de campo da final da Copa do Brasil será nesta sexta-feira (4), às 9h, na sede da CBF, no Rio de Janeiro. O evento terá transmissão da CBF TV, no site da entidade.

CBF

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.