Pular para o conteúdo principal

Os meandros do futebol parte II

Resultado de imagem para modern times
“O mecanismo do futebol funciona , mais ou menos assim : O time é derrotado  , a torcida chia / faz seu legítimo protesto – vaia ou em alguns casos até xinga. 

Resultado de imagem para engodo desenho
A imprensa faz a sua parte e repercute o ocorrido dentro das 4 linhas , quando não abre espaço para que o torcedor exteriorize seus pensamentos , o ato do jornalismo algumas vezes inflama a situação de um modo  provocativo usando do sensasionalismo que o tema requer. Após abrir as portas  dos bastidores ao torcedor provoca a ira dos cartolas. Os cartolas resolvem essa questão sempre da mesma forma: Demite o treinador por que alguém tem que pagar pela incopetência de quem começou toda essa “fleuma.”O treinador demitido é a comprovação e o reconhecimento de uma falha de logística; afinal de contas , os cartolas nunca abrem mão da incongruência pelo simples a alvissareiro fato de não poderem se auto demitir!” Como disse um dia o poeta Sergio Sampaio – (O pior disso é isso tudo)



Qualquer Semelhança desse artigo com  fatos rotineiros ocorridos no futebol brasileiro nos últimos dias é Mera Coincidência !

Resultado de imagem para JORNALISMO IRREVERENTE
"POR MAGNO MOREIRA COM APOIO DE EVILYN GASPANi"

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.