ZH

 

Zero Hora

Últimas notícias

Carregando...

/

ESPORTE PARA TODOS!

 

OUÇA - A VIDA DE WILSON SILVA

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Londrina fecha rodada no G-4; Tencati esquece contas e foca em jogo a jogo


Claudio Tencati Londrina (Foto: Dirceu Ribeiro/Rádio Brasil Sul)

A 32ª rodada da Série B do Brasileiro terminou da melhor forma possível para o Londrina. Após vencer o Brasil de Pelotas, na terça-feira, o Tubarão contou com a derrota do Náutico para o Luverdense e o empate do Bahia com o Oeste para retornar ao G-4. 
O time alviceleste tem 52 pontos, um a mais que os pernambucanos e dois a frente do tricolor baiano. Segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, a chance de o Londrina conquistar o acesso é de 45%.
Antes mesmo do encerramento da rodada, o técnico Claudio Tencati indicava que o momento não é de fazer contas, mas de pensar em cada jogo. Se a matemática inicial era alcançar pelo menos os 63 pontos para conseguir o acesso, agora o treinador quer o Londrina focado em fazer a sua parte, sem se preocupar com metas ou adversários. O foco agora é a partida contra o Criciúma, sexta-feira, às 19h15 (de Brasília), no Heriberto Hülse, pela 33ª rodada da Série B.
– A matemática é jogo a jogo, é superar um momento de cada vez, até porque a margem pode subir ou diminuir dentro de cada rodada. Eu não vou bater mais em percentual. A minha margem é jogo a jogo. Se não, em um tropeço cria aquele desespero que seria para alcançar tantos pontos e não chegou a isso. O mais importante é o Criciúma. Um jogo de cada vez – afirmou Tencati.

O discurso foi reforçado pelo atacante Itamar, que anunciou a aposentadoria no fim da competição. Experiente, o jogador destaca que nessa reta final não terá espaço para tropeços. Com isso, ele projeta seis finais para que o Londrina consiga o acesso.
– A gente tem seis decisões agora. Não podemos dar bobeira, se perder uma partida, complica. Temos seis jogos, e cada um vai ser uma guerra, o time tem que estar 100% concentrado – comentou. 
Próxima partida: Criciúma, pela 33ª rodada da Série B do Brasileiro.
Local: estádio Heriberto Hülse, em Criciúma.
Data e horário: sexta-feira, 19h15 (de Brasília).
Escalação provável: Marcelo Rangel; Lucas Ramon, Everton Sena, Marcondes (Matheus) e Léo; Bidía (França), Rafael Gava (Rondinelly ou Júlio Pacato), Fillipe Soutto e Zé Rafael; Jô e Itamar (Alisson Safira ou Keirrison).
Desfalques: Germano e Anderson (suspensos); Luizão, Silvio, Jumar e Guilherme (machucados).
Arbitragem: apita o jogo Antônio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Francisco Nurisman Machado Gaspar, todos do Piauí. 

Feliz com elogio de Autuori, Tencati vê Londrina como exemplo para clubes

Resultado de imagem para tencati londrina
Técnico mais longevo do futebol brasileiro, Claudio Tencati vê o Londrina se tornando um exemplo para outros clubes do país. Há cinco anos e seis meses no comando do Tubarão, o treinador foi elogiado por Paulo Autuori, que completou 50 jogos no comando do Atlético-PR. O comandante do Furacão lamentou que essa longa sequência em um clube seja uma exceção e não uma regra. Em resposta, Tencati exaltou Paulo Autuori e comentou que outros treinadores e dirigentes têm apontado o Londrina como uma referência. – É muito importante (receber um elogio de Autuori). É um catedrático do futebol, um estudioso. 

Não foi um atleta como eu, jogador profissional, mas usou o lado da ciência, da experiência, dirigiu vários clubes importantes. Ouvir isso é bacana. O Londrina hoje é um exemplo para todos os clubes do Brasil. O clube está fazendo história baseado na gestão do Sergio Malucelli (gestor do clube) e no trabalho que está sendo feito. Isso é fundamental. Não só ele, mas outros dirigentes e treinador falam que somos uma referência. Vindo dele, um cara fantástico, inteligentíssimo, de alto nível – disse. 

 Foi campeão da Divisão de Acesso e começou o processo de recuperação do Tubarão. Três anos depois foi campeão paranaense, título que o clube não conseguia desde 1992 e conquistou os acessos à Série C, em 2014, e à Série B, em 2015. Atualmente, o Londrina briga diretamente por um lugar na Série A. – Fica um exemplo de que vale a pena insistir quando todo mundo aponta que tem que tirar, que tem que sair, o que todo mundo falam quando perde um jogo. Aí vem a insistência. Isso é importante – afirmou. 

Para ter uma ideia como a longevidade de Claudio Tencati é algo incomum no futebol brasileiro, o Flamengo teve, nesse mesmo período, 11 treinadores, sem contar os interinos. Bicampeão brasileiro em 2013 e 2014, o Cruzeiro está no seu décimo técnico. Líder do Brasileiro, o Palmeiras teve sete técnicos desde 2011. O Corinthians teve a passagem de Tite por duas vezes e outros dois treinadores. O técnico que tem trajeto mais próximo ao de Tencati é Rogério Zimmermann, que comanda o Brasil de Pelotas há pouco mais de quatro anos. 

Confira mais notícias do esporte paranaense no globoesporte.com/parana FACEBOOK TWITTER
Resultado de imagem para globoesporte.com.br