Pular para o conteúdo principal

GP: Para dirigentes de clubes brasileiros, nova Libertadores banaliza os Estaduais

Resultado de imagem para bola murcha
As mudanças para a próxima edição da Copa Libertadores agitam os 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro. O fato de ter mais vagas para os times do Brasil e o torneio continental ocorrer entre fevereiro e novembro exigem alterações no planejamento das equipes. 

 A reportagem entrou em contato com os 20 participantes da Série A no começo do mês e 14 deles responderam o que acharam da “nova competição” e deram sugestões de mudanças. Casos de Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos, Flamengo, Grêmio, Internacional, Cruzeiro, América-MG, Chapecoense, Coritiba, Vitória e Sport.

 O Fluminense disse que, por causa das eleições no clube, não responderia aos questionamentos. A opinião entre os dirigentes é divergente. A maioria considera positivo o aumento no número de classificados – passou de cinco para sete clubes –, mas diverge sobre a possibilidade de aumentar o número de atletas para suportar a temporada (a Libertadores será disputada entre fevereiro e novembro). 

Todos entendem que os campeonatos estaduais correm ainda mais perigo de ser banalizados.
Resultado de imagem para gazeta do povo

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.