ZH

 

Zero Hora

Últimas notícias

Carregando...

/

ESPORTE PARA TODOS!

 

OUÇA - A VIDA DE WILSON SILVA

domingo, 9 de outubro de 2016

F1 : Rosberg aproveita mais um tropeço de Hamilton e vence GP do Japão


O imperador Nico Rosberg venceu de maneira soberana a corrida deste domingo, na terra do Sol Nascente. O alemão disparou na frente e controlou o ritmo de maneira perfeita para vencer praticamente de ponta a ponta o GP do Japão. De quebra, viu o rival Lewis Hamilton chegar em terceiro após afundar na largada. Max Verstappen aproveitou a bobeada e chegou em segundo. Fez uma grande corrida, mais uma vez obscurecida pelas suas manobras antidesportivas para segurar posições contra os adversários. Foi o dia da Mercedes confirmar antecipadamente o título de construtores de 2016, em mais um ano de domínio completo da Fórmula 1. Para Rosberg, valeu 313 pontos e a vantagem de poder ser campeão mesmo que termine em segundo todas as demais corridas do ano. Hamilton, agora, não depende apenas de suas vitórias.
Festa da vitória foi forte e Riccardão não se reccuperou a ressacca

A arrancada foi definidora para o dia do britânico. Sua Mercedes voltou a “engasopar” derrubando Hamilton de segundo para oitavo. Sebastian Vettel largou com precisão cirúrgica. Desviou de Hamilton e quase conseguiu aparecer em segundo. Ficou em quarto, mas logo superou Sérgio Perez e foi à caça de um pódio para a Ferrari. Kimi Raikkonen, que deveria largar em terceiro, acabou partindo lá de trás após uma troca de câmbio, mas também aproveitou a carambola para ganhar posições. Durante breve período, as Force India incomodaram o povo da frente, gerando várias ultrapassagens, enquanto Perez e Hulkenberg se viravam para manter o ritmo. 

Vettel foi quem melhor negociou e começou a descontar a diferença para Max Verstappen. A Red Bull reagiu parando o holandês mais cedo para colocar pneus duros e logo a turma toda estava de borracha nova. A essas alturas, Vettel ainda era o mais rápido depois de Rosberg, mas simplesmente não conseguia passar Verstappen.Hamilton não conseguiu crescer muito no primeiro stint, mas após as trocas de pneu começou uma série de ultrapassagens para escalar o pelotão. Até aparecer em quinto antes da última parada. As Williams, por sua vez, optaram por uma parada a menos e viraram chicanes móveis de pneus médios. Mais tarde, contudo, a tática inglesa até que iria funcionar.

No último pit, a Ferrari tentou uma cartada com Vettel na luta pelo pódio. Calçaram pneus macios no carro do alemão, que voltou babando para cima de Hamilton. Nas duas primeiras voltas, ele se aproximou perigosamente, mas sem conseguir botar de lado para passar. Aí, a borracha gastou, assim como a paciência do alemão com os retardatários. O pit a menos da Williams ajudou a dupla dos carrinhos brancos a superarem a Haas na briga pelos pontos. Felipe Massa, na sua melhor corrida dos últimos seis meses, antecipou sua última parada e conseguiu passar o colega Valtteri Bottas. 

Aí, foi para cima de Carlos Sainz e passou na marra, superando um bloqueio violente do espanhol, que tirou a manobra direto da carteirinha de maldades de Max Verstappen: a mudança de trajetória no meio da freada. Arisco, o espanhol quase causou um acidente triplo com as Williams.
Resultado de imagem para correio do povo