ZH

 

Zero Hora

Últimas notícias

Carregando...

/

ESPORTE PARA TODOS!

 

OUÇA - A VIDA DE WILSON SILVA

sábado, 1 de outubro de 2016

China quer sediar centenário da Copa do Mundo em 2030

Resultado de imagem para futebol chines
O futebol chinês é hoje um fenômeno , como já foi um dia o japonês e o futebol no Oriente Médio- Dentro de campo, os investimentos do futebol chinês não param de crescer. Numa das últimas janelas de transferências, equipes chinesas trouxeram nomes como Hulk, contratação mais cara da história do país (cerca de 200 milhões de reais), e Alex Teixeira (182 milhões de reais)

Resultado de imagem para futebol chines
Buscando se colocar cada vez mais no cenário do futebol mundial, a China agora sonha em sediar uma Copa do Mundo da Fifa. Vice-presidente da Federação Chinesa de Futebol, Zhang Jian confessou que o país asiático almeja acolher o mundial de 2030, ano do centenário da competição.

"Todos os apaixonados por futebol em nosso país têm esse sonho, de receber a Copa do Mundo na China. Espero que isso se realize o mais cedo possível, mas a Fifa tem as suas regras e nós respeitamos isso", afirmou Jan à agência . Como a Copa de 2022 está prevista para acontecer no Catar, país membro da Confederação Asiática de Futebol, a China não poderia sediar o mundial de 2026, já que a Fifa prevê que a sede da competição mude de continente na edição seguinte. 

 Caso o país consiga a candidatura para sediar 2030, a China terá em mãos a comemoração do centenário da Copa do Mundo, já que o primeiro mundial foi jogado em 1930, no Uruguai, vencido pelo país sede. O maior torneio de futebol do mundo só não foi disputado em 1942 e 1946 devido a Segunda Guerra Mundial em voga na época. Dentro de campo, os investimentos do futebol chinês não param de crescer.

 Na última janela de transferências, equipes chinesas trouxeram nomes como Hulk, contratação mais cara da história do país (cerca de 200 milhões de reais), e Alex Teixeira (182 milhões de reais). Em 2008, a China sediou as Olimpíadas e as Paralimpíadas de Verão e obteve recorde de medalhas, ultrapassando os Estados Unidos no quadro geral. Atualmente, no ranking da Fifa, a seleção chinesa aparece apenas na 78º colocação. 
 CONTEÚDO - Terra/Gazeta Esportiva