Pular para o conteúdo principal

Atlético-MG e Flamengo empatam no Mineirão


O sábado (29) de futebol foi aberto com muita emoção e três partidas da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. No Mineirão, Atlético-MG e Flamengo fizeram uma partida de tirar o fôlego e empataram em 2 a 2. Na Arena da Baixada, o Atlético-PR recebeu o Cruzeiro e venceu por 1 a 0. 

Na Arena Corinthians, o Alvinegro largou na frente da Chapecoense, mas acabou permitindo o empate em 1 a 1. No Mineirão, o Flamengo dominou o Atlético-MG no primeiro tempo e chegou ao intervalo vencendo por 1 a 0. 

O gol saiu aos 32 minutos. Mesmo marcado, Guerrero conseguiu enxergar Diego entrando na área, e o meia, de carrinho, para abriu o placar. Na etapa final, o Galo voltou melhor e passou a dominar o Rubro-Negro. Aos 34, Réver derrubou Fred na área, e o árbitro marcou o pênalti. Robinho foi para a bola e deixou tudo igual. 

A pressão mineira continuou e, aos 41 minutos, Robinho rolou para Lucas Pratto, e o argentino tocou na saída de Muralha para virar o marcador. Três minutos depois, quando o triunfo atleticano já parecia encaminhado, Diego tentou chute na área, a bola desviou na defesa e sobrou para Guerrero deixar tudo igual. Com o resultado, o Flamengo segue na segunda colocação, com 62 pontos, e o Galo vem logo atrás, com 60.

CBF

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.