Pular para o conteúdo principal

Ao defender trabalho, Jorginho diz que foi procurado pela CBF

a Redação | esportes@band.com.br 


Resultado de imagem para jorginho vasco
A torcida do Vasco não gostou nem um pouco da derrota em casa, nesta sábado, por 2 a 1 para o CRB, resultado que deixa o time preocupado em relação ao acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro. O técnico Jorginho até deu razão para as críticas da torcida, mas tratou de defender seu trabalho, revelando que foi procurado pela CBF para ser treinador da seleção brasileira antes de Tite assumir. “Meu nome foi vinculado dois meses atrás pra ser treinador da seleção brasileira caso o Tite não aceitasse. 

E era uma realidade, porque tivemos o privilégio de ter uma conversa com presidente da CBF aqui, e de repente o trabalho desse treinador não serve mais? Não vejo por ai. Não podemos desistir de um grupo e da construção de um trabalho bem feito”, disse ele. Jorginho lembrou da conquista do Campeonato carioca invicto e que o mesmo time que foi vaiado neste sábado, foi aplaudido de pé há pouco tempo atrás. 

 “O torcedor tem razão, não fomos bem. Temos que admitir isso. No geral, a equipe teve uma queda técnica e tática. Essa é a minha responsabilidade. Tentamos organizar a equipe e não está acontecendo, mas essa equipe já deu muitas alegrias ao Vasco, já foi aplaudida de pé inclusive recentemente”, comentou. O treinador disse que no começo do jogo o Vasco foi muito bem, mas que caiu de produção, aceita as vaias, mas que aghora vai procurar chacoalhar o grupo todo para uma reação imediata. 

 “Foram um dos melhores 25 minutos da minha equipe. Dominamos o início do primeiro tempo. Antes do gol deles, chamei o Martín e falei que o perigo era o contra-ataque rápido e a finalização boa. Era para todo mundo estar ligado. 


Saí triste do jogo. Aceito a vaia do torcedor. Vamos continuar acreditando que as coisas vão mudar. Precisamos chacoalhar para sair desta situação juntos”, garantiu.
Resultado de imagem para band

Postagens mais visitadas deste blog

O futebol e a salsicha

Dia destes numa fila qualquer ouví um dizer: "Perdí as esperanças no futebol depois da final da Copa da França em 1998. 
 Logo pensei : 

" Se Imaginássemos como são feitos o futebol e a salsicha jamais consumiriamos essas "guloseimas"

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

07/08/2016 22:05 A seleção brasileira masculina de hóquei sobre grama disputou o seu segundo compromisso no torneio dos Jogos Olímpicos Rio 2016 neste domingo, 8 de agosto, no Centro Olímpico de Hóquei, no Complexo de Deodoro. Ao enfrentar a forte Bélgica, a seleção brasileira foi derrotada pelo placar de 12 a 0. O Brasil passou a somar duas derrotas em duas partidas, já que perdeu na estreia para a Espanha por 5 a 0. Na próxima rodada, terça-feira, 9 de agosto, os brasileiros voltam a campo para encarar a Grã-Bretanha. Encarando um time muito competitivo, os atletas brasileiros conseguiram manter o jogo equilibrado até o fim do primeiro quarto – de um total de quatro quartos, de 15 minutos cada –, quando a Bélgica marcou seus dois primeiros gols. A partir daí, a equipe brasileira sucumbiu à superioridade belga, ameaçando o gol adversário apenas em lances esporádicos. Com o domínio absoluto da partida, a Bélgica foi ampliando até chegar ao placar final de 12 a 0. "Pela primeira vez …

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)