Pular para o conteúdo principal

A história do cianortense , que "quase expulsou" Mané Garrincha do gramado do Estádio Olímpico Albino Turbay

Resultado de imagem para garrincha milionários
Numa manhã destas- 20/10/2016 - estive no estabelecimento comercial do meu grande amigo Nelson Magron , na oportunidade tive uma ótima conversa com meu amigo , o jornalista e escritor Paulo Tertulino. Quanto ao Nelson , tenho uma estória interessante sobre ele - nos anos 70 , quando os Milionários estiveram em Cianorte para um jogo festivo diante do C.A.F.E (Cianorte Associação Física e Educativa) Na oportunidade o Nelson foi "escalado pra apitar o prélio. Nada de Maracanã, Morumbi, Mineirão. A pacata Cianorte dos idos dos anos 70,foi o palco das últimas travessuras de Garrincha com a bola nos pés.

Foi na cidade de aproximadamente 10 mil habitantes que o anjo das pernas tortas fez sua saideira dos gramados, alguns anos antes de morrer. O orgulho de fazer parte da história de um dos maiores jogadores do futebol mundial está na memória de Nelson Magron que num momento do jogo marcou uma falta a favor do Milionários Futebol Clube, time que rodava o Brasil para exibições com jogadores conhecidos , no momento da marcação da falta o Garrincha pegou a bola , e de forma muito esperta colocou a , bem a frente do local onde a falta fora marcada. 

Nelson foi obrigado a impor uma reprimenda à Mané Garrincha , deixando claro que se a "catimba" persistisse o mesmo seria expulso, mas acontece que até aquele momento , Garrincha" nunca havia levado um cartão vermelho , Mané deu um sorriso na direção do Nelson Magron e colocou a bola no local onde a falta deveria ser cobrada.

por Magno Moreira em 23 de outubro 2016

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.