ZH : Inter perde para o lanterna América-MG e afunda no Z-4

Resultado de imagem para INTER
Em um jogo de futebol sofrível, que dignificou o Z-4, o Inter conseguiu perder para o lanterna do Brasileirão, o América-MG, por 1 a 0, e não parece crível que consiga escapar da segunda divisão. Com o resultado, o time de Celso Roth ocupa a antepenúltima colocação no campeonato, dois pontos atrás do Vitória, o primeiro clube e escapar do descenso no momento. 

 Nesta quinta-feira, o Inter voltará à Copa do Brasil, realizando o jogo de volta, contra o Fortaleza, no Castelão (o Inter venceu o jogo de ida por 3 a 0). No domingo, de volta ao Campeonato Brasileiro, um problemão: o Atlético-MG, de novo em Belo Horizonte. Leia mais: Confira a tabela de classificação do Brasileirão . Em um cenário deprimente, com a Arena Independência quase vazia, arquibancadas que faziam eco nos poucos gritos da torcida, tendo o América-MG, o lanterna do Brasileirão. 

O Inter tentou adotar uma postura mais agressiva do que em recentes rodadas do Brasileirão. Minutos antes da partida, o time mineiro perdeu o goleiro titular. João Ricardo sentiu uma lesão no aquecimento e foi retirado do jogo. E a tática de rechear o meio-campo com três volantes deu resultado no início da partida. Sob chuva, e com menos de cinco minutos de jogo, o Inter já tinha duas boas conclusões a gol, uma com Valdívia, outra com Fabinho. 

Mas foi apenas impressão. A partir dos 10 minutos, os donos da casa passaram a mandar no jogo. O América começou a pressionar o Inter, que se defendia e tentava sair em contra-ataques. O restante do primeiro tempo foi uma agressão ao bom futebol. O meio-campo do Inter não criava absolutamente nada e, pasmem, dependia de Fabinho para sair jogando. Valdívia tentava levar o time ao ataque em improdutivos lances individuais. 

E o América, virtualmente rebaixado, seguia superior no Independência. Aos 34 minutos, Leandro Guerreiro (titular do Inter em 2000) por pouco não marcou. Matheusinho, que substituiu ao lesionado Osman, bateu rente à trave, aos 39. O Inter voltou ao ataque. William tentou cruzar, a bola desviou em um marcador e foi na direção do gol — para a defesa de Fernando Leal. 

O final do primeiro tempo surgiu como um alívio para quem gosta de futebol. Na segunda etapa, Roth voltou com a mesma formação. Parecia acreditar em um plano tático que deu em nada no primeiro tempo. O Inter, então, precisou de 20 minutos para conseguir a primeira conclusão em direção ao gol. Em cobrança de escanteio, Sasha bateu rasteiro e Fernando Leal defendeu no chão. 

Em seguida, Ernandes, de cabeça, por pouco não marcou para os mineiros. Na área técnica, Celso Roth ora caminhava de lado a lado, ora ficava escorado na casamata. Foi de onde ele viu Ernandes bater de fora da área e acertar o travessão. Aos 30 minutos, enfim, uma troca no Inter. Entrou Seijas, saiu Anselmo — porque pediu a substituição, com cãibras. Depois, Nico López foi a campo. Mas nem mesmo eles conseguiram evitar a pressão do América. Ernandes ainda teve duas chances para marcar. Aos 44, o último suspiro do Inter. Em jogada de William, Nico recebeu na entrada da área e bateu fraco. O goleiro defendeu e, no contra-ataque, o América marcou o gol que pode ter enterrado o Inter. Matheusinho cruzou na área, Maicon desviou de cabeça e a bola encobriu Danilo Fernandes, que estava mal posicionado. 

O América bateu o Inter e obteve apenas a sua quarta vitória no campeonato. O Inter pode sobreviver ao rebaixamento, afinal, restam 12 rodadas. Mas o futebol apresentado até aqui está com cara de Série B. Esse Inter já parece ter abraçado a segunda divisão.
Resultado de imagem para zh logo

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"