Pular para o conteúdo principal

Rodolfo Barteczko


Resultado de imagem para Rodolfo Barteczko

Rodolfo Barteczko, mais conhecido como Patesko (Curitiba, 12 de novembro de 1910 — Rio de Janeiro, 13 de março de 1988), foi um futebolista brasileiro, considerado um dos mais completos ponta-esquerdas do futebol brasileiro na sua época: ofensivo, bom driblador e finalizador. 

 Descendente de família polonesa, iniciou carreira no Palestra Itália Futebol Clube (clube de Curitiba) e tornou-se ídolo do Botafogo e Nacional. 

Foi titular da Seleção Brasileira de Futebol nas copas de 1934 e 1938, sendo o primeiro paranaense convocado pela seleção e a jogar uma Copa do Mundo. 

 Segundo Roberto Assaf e Antônio Carlos Napoleão ("Seleção Brasileira - 90 Anos", ed. Mauad), Patesko disputou 34 partidas pela seleção brasileira, somando 20 vitórias, 5 empates, 9 derrotas e marcando 11 gols. 

 Fez parte da equipe botafoguense tetracampeã em 1935 e também da primeira excursão internacional, em 1936, quando disputou 9 partidas, marcando 6 gols. 

Sua estréia no Botafogo foi no dia 9 de dezembro de 1934, no amistoso entre o Vasco da Gama e sua última partida pelo clube foi contra a Fluminense, no dia 4 de setembro de 1943. Em 1941, quando era jogador do Botafogo, vestiu a camisa do Atlético Mineiro em um jogo amistoso, disputado em Santa Luzia (Minas Gerais) contra o time local do Santa Cruz Esporte Clube em que o Galo venceu por 3 a 2. Também defendeu as cores dos seguintes clubes: Grêmio Esportivo Força e Luz, Fluminense e Atlético Mineiro.

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.