ZH

 

Zero Hora

Últimas notícias

Carregando...

/

ESPORTE PARA TODOS!

 

OUÇA - A VIDA DE WILSON SILVA

sábado, 17 de setembro de 2016

O primeiro estádio de futebol iluminado


Resultado de imagem para estádio 1923 sp
Autor(a): Pedro Nastri/ Pesquisa Magno Moreira e Emanuelle Moreira
Resultado de imagem para estádio 1923 sp
Era véspera de São João. As fogueiras ardiam em muitos quintais e os balões pontilhavam o céu ofuscando as estrelas. Mas não era só em função disto que o Cambuci estava mais iluminado que de costume, naquela noite fria de 23 de junho de 1923. Algo de novo acontecia, há pouco mais de oitenta anos atrás: vinte e dois homens disputavam uma bola de capotão marrom em um campo rodeado por refletores acesos. 

Tratava-se do primeiro jogo de futebol noturno iluminado por luz elétrica. A idéia partiu de Severino Rômulo Gragnani, funcionário da Light e membro da Sociedade Esportiva Linhas e Cabos, clube pertencente aos empregados da companhia canadense. Os próprios jogadores se encarregaram de instalar dez projetores de mil watts cada nas laterais do campo, a uma altura de dezesseis pés, e dois refletores com dez lâmpadas de cento e cinquenta watts em cada uma das extremidades, a uma altura de vinte e cinco pés. 

 Algum tempo depois, ignorando este fato, a revista especializada norte-americana Electrical World dava os méritos do pioneirismo a uma partida realizada em Lynn, no Massachussets, ocorrida em novembro de 1923, apenas alguns meses depois do evento paulistano. Inconformado, o então superintendente geral da empresa de luz, Mr. W. G. McConnel, escreveu uma carta ao periódico reivindicando o feito, a qual foi posteriormente publicada pela revista. Em 1953 foi a vez da Revista GE equivocar-se, registrando que o primeiro jogo de futebol noturno tinha sido realizado em 28 de março de 1928, no estádio do Clube de Regatas Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. Imediatamente um leitor paulista, Fernando A. 

Azevedo, escreveu para a revista insistindo na proeza do Cambuci: "com uma instalação usando equipamentos GE, num tempo da Companhia São Paulo Light, à Rua Glicério, São Paulo (...)". 

No ano seguinte, na edição de janeiro de 1954, a Revista GE reconheceu o erro e corrigia a notícia. Falecido em 1951, Severino Rômulo Gragnani foi postumamente homenageado - treze anos depois, um busto de bronze, assentado sobre uma coluna de pedra, foi solenemente inaugurado na lateral esquerda do portão principal do estádio do Pacaembu. Por ironia, os lightianos apenas puderam comemorar o pioneirismo: a partida terminou com a acachapante vitória da Associação Atlética República por 2X0. Um segundo jogo noturno foi realizado na véspera do natal de 1923, e nele verificou-se novamente um problema já ocorrido na primeira disputa: quando a bola, marrom (couro natural), saía dos focos de luz, ficava difícil encontrá-la. 

No embate seguinte, ocorrido em 12 de janeiro de 1924, um anônimo componente da S. E. Linhas e Cabos deu uma idéia consagradora: pintar a bola de branco. Por motivos desconhecidos, não se encontra até hoje o resultado dessas duas partidas, o que leva a desconfiar de mais duas derrotas. 



 
e-mail do autor: p.nastri@yahoo.com.br E-mail: p.nastri@yahoo.com.br