Pular para o conteúdo principal

F1 : Rosberg aproveita má largada de Hamilton e vence na Itália

Em erro no procedimento de largada, britânico cai para sexto, se recupera, mas não consegue passar companheiro de equipe; Massa é 9º

Nico Rosberg, flanked by Mercedes team-mate Lewis Hamilton and third-placed Sebastian Vettel, celebrates his win at Monza
Talvez nem ele esperasse. Nico Rosberg venceu neste domingo (4) pela primeira vez o GP da Itália contando com uma bela ajuda do companheiro de equipe na Mercedes, Lewis Hamilton. Na pole, o atual tricampeão do mundo largou muito mal e caiu para o sexto lugar.
Perdendo tempo na recuperação, ainda que com um carro muito mais rápido que o dos concorrentes, Lewis chegou ao segundo lugar se usando de uma estratégia de apenas uma parada. Mesmo mostrando um pouco mais de ritmo que Rosberg, o piloto não pôde passar o companheiro de equipe para evitar sua 21ª vitória na Fórmula 1 e sétima do ano.
Com o resultado, a diferença entre Hamilton e Rosberg no campeonato cai de nove para dois pontos.
Correndo em casa, a Ferrari fechou o pódio com Sebastian Vettel, que teve corrida tranquila. Kimi Raikkonen o comboiou durante a prova toda, terminando a corrida no quarto lugar. O time italiano foi superado por Hamilton pelo fato de ter feito duas paradas.
Valtteri Bottas fez boa corrida, mas não foi capaz de segurar o australiano Daniel Ricciardo da Red Bull, que lhe roubou o quinto lugar nas últimas voltas.
Fazendo corrida razoável, Felipe Massa chegou na nona posição após largar de 11º. Já Felipe Nasr teve sua corrida prejudicada logo na segunda volta. O piloto se tocou com Jolyon Palmer na saída da primeira chicane, furando seu pneu traseiro direito. Ele teve de abandonar a prova, mas, por ter sido considerado culpado pelo incidente, Felipe retornou à pista para pagar uma punição de dez segundo e abandonar mais uma vez.

A corrida

Na partida, Hamilton largou muito mal. Pole position, o britânico caiu para sexto lugar. Ao fim da primeira volta, o top-10 era Rosberg, Vettel, Raikkonen, Bottas, Ricciardo, Hamilton, Perez, Massa, Alonso e Hulkenberg.
Hamilton passou Ricciardo logo no fechamento da primeira volta. Enquanto isso, Felipe Nasr acabou se tocando com Jolyon Palmer após a primeira chicane, furando seu pneu. Nasr abandonou duas voltas depois, enquanto Palmer também saiu da prova pouco após.
Hamilton assumiu o quarto lugar na volta 10 com uma ultrapassagem em Bottas.
As paradas começaram na volta 14, com Bottas, Verstappen e Alonso. Foram também para a estratégia de duas paradas Ricciardo, Vettel, Raikkonen e Massa.
Na volta 20, o top-10 era Rosberg, Hamilton, Vettel, Raikkonen, Bottas, Grosjean, Ricciardo, Perez, Verstappen e Sainz.
A Mercedes adotou uma estratégia de uma parada, parando com Rosberg e Hamilton nas voltas 25 e 26. No retorno, Rosberg ficou à frente das duas Ferraris e Hamilton em quarto.
Cinco voltas depois, as últimas paradas começaram, com as Ferraris indo para os pits, seguidas por Bottas, Perez e Ricciardo.
A dez voltas do fim o top-10 era Rosberg, Hamilton, Vettel, Raikkonen, Bottas, Ricciardo, Perez, Verstappen, Massa e Hulkenberg.
Nas últimas voltas, Ricciardo passou Bottas pelo quinto lugar.
A próxima etapa acontece em duas semanas, em Cingapura.

Resultado

Pos.PilotoChassiMotorDif.
1 Nico Rosberg MercedesMercedes1:17'28.089
2 Lewis Hamilton MercedesMercedes15.070
3 Sebastian Vettel FerrariFerrari20.990
4 Kimi Raikkonen FerrariFerrari27.561
5 Daniel Ricciardo Red BullTAG45.295
6 Valtteri Bottas WilliamsMercedes51.015
7 Max Verstappen Red BullTAG54.236
8 Sergio Perez Force IndiaMercedes1'04.954
9 Felipe Massa WilliamsMercedes1'05.617
10 Nico Hulkenberg Force IndiaMercedes1'18.656
11 Romain Grosjean HaasFerrari1 volta
12 Jenson Button McLarenHonda1 volta
13 Esteban Gutierrez HaasFerrari1 volta
14 Fernando Alonso McLarenHonda1 volta
15 Carlos Sainz Jr. Toro RossoFerrari1 volta
16 Marcus Ericsson SauberFerrari1 volta
17 Kevin Magnussen RenaultRenault1 volta
18 Esteban Ocon ManorMercedes2 voltas
 Daniil Kvyat Toro RossoFerrari
 Pascal Wehrlein ManorMercedes
 Jolyon Palmer RenaultRenault
 Felipe Nasr SauberFerrari
CONTEÚDO : MOTOR SPORT

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.