Pular para o conteúdo principal

CAFE Futsal irá disputar a quarta final seguida do Campeonato Paranaense de Futsal Feminino

O time do CAFE Futsal irá disputar a quarta final seguida do Campeonato Paranaense de Futsal Feminino. A vaga na decisão veio na noite do último sábado (17), quando a equipe goleou o Maringá/Seleto por 11 a 2 pelo confronto de volta das semifinais, disputado no Ginásio de Esportes Tancredo Neves. 
**
cafe-x-mga3
 O time cianortense terá a oportunidade de voltar a levantar a taça maior da categoria no Estado. Bicampeão em 2013/14, o C.A.F.E. ficou com o vice-campeonato na temporada passada, ao ser derrotado na final pelo Telêmaco Borba. E as equipes podem voltar a se encontrar. Isso porque o adversário do C.A.F.E. Futsal na decisão sairá do duelo entre Telêmaco Borba e Londrina, que voltam a se encontrar no próximo sábado (24), em Telêmaco. 

Na ida, o Telêmaco venceu por 3 a 2, fora de casa, ficando com a vantagem do empate para o confronto de volta. As finais estão marcadas para os dias 08/10 (ida) e 05/11 (volta). Se houver necessidade do terceiro jogo, ele seria realizado no dia 12/11.

**FOTO - ANDYE IORE


Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.