Pular para o conteúdo principal

UOL : Santos já cogita copiar o Palmeiras e liberar Gabigol só no fim do ano


O Santos aguarda a resposta de Gabriel Barbosa em relação as propostas que recebeu da Europa para colocar em prática uma estratégia utilizada pelo Palmeiras na transferência de Gabriel Jesus para o Manchester City, da Inglaterra.
A ideia da diretoria santista é vender o jogador, mas espera liberá-lo somente no final desta temporada. Assim a equipe santista permanece forte para a disputa dos títulos nacionais – tanto da Copa do Brasil, como do Campeonato Brasileiro.
O Santos aguarda Gabriel se decidir por Juventus, Inter de Milão ou Leicester, da Inglaterra, para sugerir a liberação do camisa 10 somente no fim do ano, como fez o Palmeiras na venda de Gabriel Jesus ao futebol inglês.
"Se tiver que acontecer (negociação), a menor. Menor prejuízo seria esse. Exatamente (mesma coisa que Gabriel Jesus)", afirmou o técnico Dorival Júnior.
Dorival torce pela permanência de seus principais jogador, principal do trio olímpico – Gabriel, Zeca e Thiago Maia, que estão na mira do futebol europeu.
"Não tem negociação nenhuma até esse momento. Propostas acontecem, mas firme até agora, nada que eu saiba ou que tenham me passado", disse.
"Não falaram nada até agora. Se não tocaram no assunto, é porque não tem nada acontecendo. Negociações são dinâmicas, e podem ser concluídas do dia pra noite, mas até agora, nada", completou.
O Santos espera receber 18 milhões de euros na transferência de Gabriel Barbosa. Segundo Wagner Ribeiro, a maior proposta pelo atacante vem do Leicester, da Inglaterra, que sinalizou com o pagamento de 27 milhões de euros (R$ 94,3 milhões). Modesto Roma, presidente do Santos, diz não ter recebido nenhuma proposta oficial do clube inglês.

A Internazionale de Milão ofereceu o valor de 25 milhões de euros (R$ 87,3 milhões), superior a Juventus, que quer desembolsar 20 milhões de euros (R$ 69,8 milhões).
O Atlético de Madri, ainda de acordo com Wagner, ofereceu o mesmo valor da Juventus e tem esperanças de contratar o atacante. Para este caso, Modesto Roma admitiu que esteve com o presidente do Atlético de Madri, mas disse que não recebeu proposta pelo atacante. Segundo ele, a conversa foi sobre parcerias para o futuro. 
Resultado de imagem para uol logo

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.