Pular para o conteúdo principal

VIDEO - Rio 2016 - Ataque dá show, Brasil goleia a Dinamarca e avança

Com origem no hebraico, uma das definições para o nome Gabriel é "homem forte de Deus". O ataque da Seleção Brasileira na Olimpíada tem dois jogadores que carregam tal alcunha e, na noite desta quarta-feira (10), mostraram toda a força que têm. Com um gol cada, Gabriel Barbosa e Gabriel Jesus abriram o caminho para a vitória que garantiu a classificação da Canarinho às quartas de final dos Jogos Olímpicos Rio 2016. 
                                               VIDEO
Luan (proveniente do termo gaélico que quer dizer "guerreiro") não ficou para trás e, já no segundo tempo, deixou a marca dele. Mais para o fim da partida, Gabigol ainda marcou mais um e completou o show do setor ofensivo na goleada por 4 a 0 sobre a Dinamarca, na Fonte Nova, em Salvador (BA). Contando com um grande apoio do torcedor baiano, a Seleção Brasileira entrou em campo em ritmo acelerado e, apesar da forte marcação da Dinamarca, com os 11 homens bem atrás da linha da bola, fez muita pressão. A primeira boa chance veio aos 13 minutos. Neymar cobrou falta da área e Rodrigo Caio desviou com a perna direita. 

O goleiro Höjbjerg defendeu e evitou o primeiro gol brasileiro. Aos 23, nova oportunidade pelos pés de Neymar. O camisa 10 fez boa jogada e encontrou Gabriel Jesus. O atacante chegou bem, mas não conseguiu bater firme com o pé direito. Três minutos mais tarde, a rede balançou. Douglas Santos partiu em velocidade pela esquerda e cruzou rasteiro. Gabriel Barbosa fechou bem no segundo pau e abriu o placar. Nos minutos finais da etapa inicial, aos 40, Gabriel Jesus ampliou a vantagem. Após tabela com Gabigol, 
Luan rolou para a área e, antecipando o marcador, Jesus deixou o dele. Não demorou muito tempo para a rede balançar no segundo tempo. Logo aos quatro minutos, Neymar deu belo passe para Douglas Santos e o lateral encontrou Luan, que só precisou empurrar para o gol. Mesmo com boa vantagem já construída, a Seleção Brasileira continuou no ataque e teve boas chances com Neymar, aos 16, e Marquinhos, aos 22. A primeira parou no goleiro Höjbjerg e a segunda foi bloqueada pela defesa. 

Gabriel já havia marcado o dele, mas queria mais. Quando o cronômetro marcava 35 minutos, o camisa 11 recebeu uma linda enfiada de bola de Neymar e bateu cruzado para dar números finais ao jogo. Com o resultado, o Brasil chegou a cinco pontos e avançou às quartas de final dos Jogos Olímpicos Rio 2016 na primeira colocação do Grupo A. Agora, a Seleção Brasileira vai enfrentar a Colômbia, no próximo sábado (13), às 22h (de Brasília), na Arena Corinthians, em São Paulo (SP).

Luan comemora um dos seus gols na partida
FICHA TÉCNICA:
BRASIL 4 X 0 DINAMARCA
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 10 de agosto de 2016 (Quarta-feira)
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Alireza Faghani (Irã)
Cartões amarelos: Gabriel Jesus (Brasil) e Andreas Maxsø (Dinamarca)
GOLS: Gabigol, duas vezes, Gabriel Jesus, Luan
BRASIL: Weverton; Zeca (William), Rodrigo Caio, Marquinhos e Douglas Santos; Walace e Renato Augusto; Neymar, Luan Gabriel Jesus e Gabigol. Técnico: Rogério Micale
Dinamarca: Højbjerg; Desler (Kasper Larsen), Edi Gomes, Pascal Gregor e Blåbjerg; Andreas Maxsø e Jens Jønsson; Frederik Børsting (Nielsen), Lasse Vibe, Jacob Larsen e Nicolai Brock-Madsen. Técnico: Niels Frederiksen


Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

O time do Alto da Bica - A foto que virou saudade

O time do Alto da Bica surgiu, consultando minha memória, ali pelos anos 90 e pouco, coincidindo com o início da era Parmalat. Isso talvez explique os meninos - que acompanham os craques - tão bem vestidos. A sede fica na margem da rodovia Cianorte – São Tomé, logo após o ribeirão São Tomé, num trecho conhecido como Bica, por isso o nome: Alto da Bica.

Frequentado por cianortenses ilustres congrega em sua maioria os palmeirenses - também consultando minha memória, e o Avanti -. Nesta foto, em 98, vemos o elenco pronto para mais uma vitória; vou fazer a escalação e pedir mil perdões se errar o nome de alguém, pois embora conhecendo pela fisionomia posso me confundir na denominação. De pé, da esquerda para a direita: Miguel Deneka, Flávio Vieira, Cometa, Gaúcho, Jácomo e Zezé; agachados, na mesma ordem: Antônio Rogério, Maurício, Nilo, Deíca e Spagola...

Por Marco Antônio de Paula Franco