Pular para o conteúdo principal

Rafaela Silva faz história e é campeã dos Jogos Olímpicos Rio 2016


Numa manhã brilhante, a brasileira Rafaela Silva enfileirou adversárias e avançou à semifinal dos Jogos Olímpicos Rio 2016, onde enfrentou a romena Corina Caprioriu por uma vaga na disputa de ouro e venceu no golden score, depois de um empate nas punições no tempo normal (1 - 1). 

Tática, Rafaela dominou a pegada e conseguiu jogar a adversário pontuando com o waza-ari que a levou à grande final. Na decisão, ela encontrará a mongol Sumyia Dorjsuren, que derrubou a atual campeã olímpica, Kaori Matsumoto, por ippon na outra semifinal. Motivada por uma arena lotada gritando seu nome, Rafaela estreou com vitória relâmpago por ippon em 46 segundos sobre a alemã Miryam Roper. 
                                 *
Getty Images
No segundo combate, ela derrotou a sul-coreana Jandi Kim com um wazari e seguiu para as quartas de final, onde enfrentou Hedvig Karakas, da Hungria, sua algoz de Londres 2012. Com um waza-ari a um minuto do fim da luta, a brasileira controlou a disputa e se classificou para a semifinal. Alex Pombo também lutou nesta segunda-feira, 08, mas não passou da primeira luta contra o chinês Saiyinjirigala, que pontuou com um yuko a 4 segundos do fim do combate. 


  Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CBJ  E  
*SITE UOL
CBJ Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.