Final contra Alemanha não será revanche, dizem jogadores brasileiros

A final do futebol masculino na Rio 2016 será o reencontro da seleção brasileira com o adversário que impôs a mais dolorosa derrota ao país: a Alemanha, com seus sete gols na Copa de 2014 ainda bem frescos na memória dos brasileiros. O discurso dos atletas que deixaram o campo após a vitória na semifinal na tarde hoje (17), contra Honduras, é de que o jogo com os alemães não será uma revanche. 

 "Acho que nosso objetivo é alcançar o ouro independente do adversário. A gente sabe que vai criar um clima diferente por tudo o que aconteceu na Copa, mas nós, jogadores, não vamos entrar nesse clima", disse o goleiro Weverton, na saída do jogo contra Honduras, vencido por 6 a 0.No momento da fala, a Alemanha ainda era uma possibilidade, pois o jogo contra a Nigéria, na outra semifinal, ainda não tinha começado. 

Os alemães venceram por 2 a 0 e garantiram a vaga na final contra o Brasil. Antes de conhecer o resultado, Gabriel Jesus havia afirmado que qualquer uma das duas seleções exigirá maturidade da seleção brasileira. Ele descartou que haverá espírito de revanche contra a Alemanha: "Não tem nada a ver. Se trata de outra ocasião, outra situação, outro campeonato, outro tudo. Não tem essa de vingança. Estamos aqui para conquistar o ouro e temos a oportunidade". O meia Renato Augusto concorda: "É outro momento, são outros jogadores. Não tem como ficar pensando em revanche. tem que pensar em medalha, indepedente de contra quem vai jogar". 

 O atacante Gabigol também afirma que a competição é outra e lembra que os times são diferentes. "Não tem como mudar o passado, mas tem como fazer o futuro". A final será no próximo sábado, às 17h30, no Estádio do Maracanã.

  Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil 

Edição: Carolina Pimentel
Resultado de imagem para agencia ebc logo

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"