Pular para o conteúdo principal

Chapecoense marca no fim e vence Internacional

Fechando a 20ª rodada do Brasileirão 2016, a Chapecoense conquistou uma vitória suada por 1 a 0 diante do Internacional nesta segunda-feira (15), em Chapecó (SC). Com gol de Martinuccio no fim do jogo, a equipe catarinense garantiu o triunfo simples diante do Colorado. Com o resultado, o time gaúcho aumentou o jejum sem vitórias para 12 jogos e, com 22 pontos, está a um da zona de rebaixamento, na 15ª colocação. Com 27, a Chape ocupa a 10ª posição. Com as duas equipes se estudando, o primeiro tempo teve poucas chances de gols criadas na Arena Condá, em Chapecó (SC). 

Pelo lado da Chapecoense, Cleber Santana e Hyoran levaram perigo ao gol de Lomba. Já o Colorado assustou com um cabeceio de Sasha que acertou a trave de Danilo. O panorama continuou o mesmo na volta do intervalo e o jogo se encaminhava para o empate sem gols quando Martinuccio balançou as redes, aos 45 minutos. 


Em contra-ataque mortal, o meia emendou um chute forte e garantiu os três pontos para os donos da casa. O Verdão do Oeste volta a campo na próxima sexta-feira (19), às 21h30, para enfrentar o América-MG, no Independência, em Belo Horizonte. No domingo (21), às 16h, o Colorado tenta dar fim ao jejum de 12 jogos sem vitórias contra o São Paulo no Beira-Rio, em Porto Alegre.

CBF

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.