Substituto de Calleri no São Paulo, Kardec é vendido para a China

Com a saída do atacante Jonathan Calleri, o São Paulo contava com Alan Kardec para dar sequência a temporada, mas não contava com o assédio do futebol chinês. O Chongqing Lifan, time que está na 12ª colocação do Campeonato Chinês, fez um proposta ao jogador e acertou a negociação nesta sexta-feira, segundo apurou a ESPN. 

O jogador, que tinha contrato até 11 de maio de 2019, teve o acordo foi selado pouco antes do encerramento da janela de transferência do futebol chinês - às 13h (de Brasília). A saída dele aumenta os desfalques tricolores para o segundo semestre. Após a queda na semifinal da Libertadores, o São Paulo negocia a saída do meia Ganso para o Sevilla e já divulgou a saída do atacante Calleri, que tem contrato até o final deste mês. 

O zagueiro Rodrigo Caio é outro que pode deixar o clube, segundo pessoas próximas ao jogador. Kardec chegou ao São Paulo em maio de 2014, após uma passagem vitoriosa pelo Palmeiras. Foi a primeira contratação do então presidente Carlos Miguel Aidar, que investiu 4,5 milhões de euros para tirá-lo do Benfica, frustrando o arquirrival que também tentava a contratação em definitivo e já dava tudo como certo. O acerto fez os dois clubes romperem relações. No São Paulo, Kardec oscilou muito. 

Teve alguns bons momentos, como em 2014 quando formou um quarteto com Ganso, Kaká e Pato e o time tricolor lutou pelo título do Campeonato Brasileiro - perdeu a taça, ficando com a segunda colocação, para o Cruzeiro. Na atual temporada não tem tido grandes atuações. Perdeu espaço no time para Calleri, autor de 16 gols em 31 jogos, enquanto o atacante brasileiro fez quatro em 35 jogos. Mas a saída de Calleri poderia representar um resurgimento para Kardec neste ano. 

O técnico Edgardo Bauza, o primeiro a mencionar o interesse chinês no jogador, contava com ele para o clássico deste domingo contra o Corinthians, em Itaquera. Agora o São Paulo conta para o ataque com nomes como Gilberto, recém chegado ao clube, Kelvin, Ytalo, Cueva e Centurión.

ESPNAndré Plihal, para o ESPN.com.br
Resultado de imagem para msn logo png

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"