Resumão da terça :Clássico paulista no brasileirão termina empatado e São Paulo confirma saída de P H Ganso

O dia esportivo teve a notícia a seguir como destaque esportivo de uma terça 13 , onde Santos e Palmeiras protagonizaram um jogo sofrível , sorumbático e taciturno pois até esta terça-feira, o Palmeiras tinha sete vitórias em sete jogos como mandante no Campeonato Brasileiro. Porém, o retrospecto terminou diante do Santos. No Allianz Parque, os donos da casa até abriram o placar com Mina, mas viram o rival alvinegro empatar com um gol meio sem querer de Gabriel para decretar o placar final de 1 a 1. 

A  melhor notícia  do dia a que me refiro é a definição da situação do PH Ganso , que quando surgiu no futebol eu via nele uma nova versão de um Rivaldo , mas Ganso não vingou - tomara que possa mostrar um futebol de alto nível agora que está fora dos planos do São Paulo, conforme o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, informou na tarde desta terça-feira. 

O meio-campista deverá ter como destino o Sevilla, da Espanha, para quem provavelmente será vendido por 9,5 milhões de euros (cerca de R$ 34,8 milhões). Também nesta terça-feira, o clube espanhol confirmou em seu site oficial o interesse no meia de 26 anos. A contratação é um pedido do técnico argentino Jorge Sampaoli, recém-contratado pelo time da Andaluzia. 

Ganso, inclusive, já afirmou a Leco seu desejo de atuar no futebol europeu. “Ele me disse que gostaria de ir para o time que o deseja. É uma circunstância que vou ter de admitir. Sempre se comportou muito bem e contribuiu com um futebol maravilhoso que sempre apresentou. Deixa um legado de um bom profissional, de um atleta bem qualificado e pelo bom futebol que sempre nos apresentou”, disse o mandatário são-paulino, em entrevista ao canal Sportv. “Olha, eu tenho a segurança de afirmar que pouca gente admirou mais o Paulo Henrique Ganso do que eu. 

Ele sabe do meu apreço por ele. Mas ao mesmo tempo tenho que ter discernimento para perceber momentos em que o ciclo se encerra, nova perspectiva surge, desde que haja representatividade”, admitiu o dirigente. Segundo a assessoria do atleta, a transferência ainda não está fechada e o jogador defenderia o São Paulo caso o clube se classifique para a final da Copa Libertadores da América. 

O empresário de Ganso, Giuseppe Diogardi, conhecido como Pepinho, está tratando dos detalhes finais da negociação, que pode ser concluída ainda nesta terça. A negociação, no entanto, vem em bom momento para o São Paulo, que busca recuperar o investimento feito em setembro de 2012. 

O clube da capital desembolsou R$ 16,4 milhões para tirar o meia do Santos, sendo que os outros R$ 7,5 milhões foram bancados pelo Grupo DIS, totalizando R$ 23,9 milhões investidos no jogador. “Sentirei muita falta de ver aquela figura maravilhosa, de uma técnica incomum com nossa camisa 10. A gente é obrigado a aceitar algumas coisas, essa é uma delas”, lamentou Leco à Espn Brasil. Os direitos econômicos de Ganso estão divididos entre Tricolor (32%) e o Grupo DIS (68%), porém as partes ainda discutem uma nova divisão dos lucros. 

Certo é que o Santos receberá pouco mais de R$ 1,45 milhão (4%) por conta do mecanismo de solidariedade da Fifa, que prevê aos clubes formadores 5% dos valores da venda do atleta que permaneceu na Vila Belmiro de 2005 a 2012. O 1% restante ficará para a Tuna Luso e Paysandu, ambos de Belém do Pará. No momento, o camisa 10 trata uma lesão na coxa direita que o tirou da disputa das semifinais da competição contra o colombiano Atlético Nacional. 

Derrotado por 2 a 0 no jogo de ida, em pleno Morumbi, o Tricolor buscará reverter a desvantagem nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), em Medellín. Autor de 24 gols nesta sua passagem pelo Morumbi, Ganso teve a Copa Sul-Americana de 2012 como seu único título no time. 

O jogador, no entanto, foi ter seu melhor momento com a camisa tricolor na atual temporada, sob o comando do argentino Edgardo Bauza. Líder de assistências do São Paulo na temporada, com sete passes precisos a gols, 

Ganso também voltou a ser convocado à Seleção Brasileira após quatro anos. Ele integrou o elenco eliminado ainda na fase de grupos da Copa América Centenário, nos Estados Unidos, em junho.

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"