Pesquisa inédita Datafolha mapeia perfil e preferências do torcedor paulista

O Instituto Datafolha realizou uma pesquisa de opinião, encomendada pela Federação Paulista de Futebol, envolvendo 
mais de 1.800 torcedores dentro dos estádios em 40 partidas 
das rodadas finais das séries A1 e A2 do Campeonato Paulista de 2016. 

 Ao todo, foram entrevistadas 1.884 pessoas residentes de 142 municípios paulistas e outras 18 cidades de outros Estados. O resultado apontou que o torcedor paulista tem, em média, 38 anos de idade. Os homens ainda são ampla maioria: 84%, contra 16% das mulheres. O índice de escolaridade (46% têm ensino superior) supera a média paulista (26%) e nacional (21%). A maioria dos torcedores vai ao estádio de carro: 65%; do total, 31% vão com amigos, 27% vão sozinhos, 20% vão com os filhos e 19%, acompanhados de namorado (a) ou cônjuge. 

 A qualidade dos jogos foi apontada como maior atrativo do Paulistão por 15% dos torcedores, seguido da qualidade das equipes (12%), emoção da torcida (10%) e rivalidade e tradição (9%). 

 O Datafolha também perguntou o campeonato preferido dos torcedores. O Campeonato Brasileiro liderou a pesquisa com 58% da preferência. O Paulistão ficou em segundo lugar, com 19% dos votos, à frente da Libertadores (17%) e Copa do Brasil (4%). Entre atrações que despertam o interesse dos torcedores, o sorteio de prêmios (85%) apareceu no topo das preferências. 

Em seguida, jogos preliminares (76%), antiga tradição que será recolocada em prática nesta Copa Paulista. Shows antes dos jogos (66%) e a venda de cerveja (55%) completam a lista. Os torcedores atribuíram notas a vários quesitos nos estádios. Os itens banheiros e produtos alimentícios obtiveram os índices mais baixos, com nota média de 6,6 e 6,8, respectivamente. Completam a lista Conforto (7,6), Segurança no Entorno (7,9), Limpeza (8), Iluminação (8), Segurança dentro do Estádio (8,4) e Visibilidade (9).
Resultado de imagem para federação paulista

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"