Palmeiras bate o Inter e se isola na liderança


Está difícil alcançar o Palmeiras neste Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (17), na partida que marcou a estreia do técnico Paulo Roberto Falcão no Internacional, válida pela 15ª rodada, o Verdão estragou a festa de recepção ao ídolo colorado e venceu por 1 a 0. Com o resultado, a equipe paulista chegou a 32 pontos e aumenta distância do segundo colocado para três pontos. No Rio de Janeiro, o Fluminense superou o Cruzeiro por 2 a 0 e subiu na tabela. No clássico paulista, entre Corinthians e São Paulo, e no catarinense, entre Figueirense e Chapecoense, tudo igual: 1 a 1 em ambos. O placar, aliás, foi o mesmo do confronto entre Atlético-PR e Vitória. 

 No Beira-Rio, o Palmeiras mostrou porque é o líder do Campeonato Brasileiro. Mesmo fora de casa, a equipe tomou a iniciativa e abriu o placar logo aos dez minutos. Após desvio de Gabriel Jesus na primeira trave, Erick se antecipou aos marcadores e tocou para o fundo da rede. 

O Verdão seguiu mandando no jogo e fechou o primeiro tempo com quatro finalizações contra apenas uma. Na etapa final, o Internacional até chegou algumas vezes no ataque, mas a equipe paulista esteve sempre mais perto de fazer o segundo gol do que sofrer o empate, administrou bem e conquistou a vitória. Enquanto o Palmeiras segue firme na liderança com o resultado, o Colorado, com 20 pontos, caiu para o 10º lugar. Corinthians e São Paulo fizeram o clássico paulista da rodada na Arena Corinthians. 

Em um duelo muito equilibrado, o Tricolor saiu na frente aos 15 minutos, em cobrança de pênalti. Cueva bateu no canto direito de Cássio para abrir o placar. O empate do Timão não demorou muito, veio seis minutos mais tarde. Após finalização torta de Marquinhos Gabriel, Rodrigo Caio desviou e Bruno Henrique, de cabeça, deixou tudo igual. Na etapa final, nas poucas boas chances das equipes, os goleiros Cássio e Denis trabalharam bem e garantiram que o placar terminasse mesmo em 1 a 1. O Alvinegro chega a 29 e segue na segunda colocação, mas pode ser ultrapassado pelo Grêmio até o fechamento da rodada. 

O clube do Morumbi soma agora 22 pontos e está no oitavo lugar. Em Édson Passos, o Fluminense recebeu o Cruzeiro e não deu vida fácil aos mineiros. Logo no sexto minuto de jogo, Cícero aproveitou a sobra na área e só empurrou para o fundo para rede e deixar o Tricolor na frente. O segundo veio aos 25 minutos, com Marcos Júnior, em cobrança de pênalti. 

O atacante bateu bem, no canto direito, e Fábio não teve chances. Na etapa final, houve poucas boas chances de gol e o placar terminou mesmo com vitória do Flu. Com o resultado, a equipe das Laranjeiras chega a 21 pontos e sobe para o nono lugar. A Raposa cai novamente para a zona de rebaixamento, no 17º lugar, com 15 pontos. No outro clássico deste domingo, disputado no Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC), o Figueirense recebeu a Chapecoense. O Figueira foi melhor no início e, nas duas chances que teve com Rafael Moura, balançou a rede em uma. Aos 45 minutos, o atacante cobrou pênalti no cantinho direito e abriu o placar. Na etapa final, o Alvinegro voltou com uma postura mais defensiva e acabou chamando o adversário. 

O Verdão do Oeste chegou ao empate aos 25 minutos. Lucas Gomes partiu em velocidade, foi à linha de fundo e rolou para trás. Dener chegou batendo de primeira e evitou a derrota da Chape. Com o empate, o Figueirense chega a 16 pontos e está no 16º lugar. O Verdão soma agora 19 e estaciona na 13ª colocação. Na Arena da Baixada, o Atlético-PR recebeu o Vitória e fez um ótimo primeiro tempo. O gol veio com Pablo, que com um belo toque que encobriu Caíque, aos 44 minutos. Na etapa final, o ritmo do Furacão não foi o mesmo e acabou permitindo um crescimento do adversário. Aos 24, Kieza foi derrubado por Weverton na área e sofreu pênalti. 

Na cobrança, Diego Renan foi para a bola e, com categoria, garantiu o empate. Com o 1 a 1, os parananenses foram a 24 pontos e seguem na cola do G-4, no quinto lugar. Os baianos foram a 19 e pararam na 12ª colocação.

CBF

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"