Pular para o conteúdo principal

Palmeiras bate o Inter e se isola na liderança


Está difícil alcançar o Palmeiras neste Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo (17), na partida que marcou a estreia do técnico Paulo Roberto Falcão no Internacional, válida pela 15ª rodada, o Verdão estragou a festa de recepção ao ídolo colorado e venceu por 1 a 0. Com o resultado, a equipe paulista chegou a 32 pontos e aumenta distância do segundo colocado para três pontos. No Rio de Janeiro, o Fluminense superou o Cruzeiro por 2 a 0 e subiu na tabela. No clássico paulista, entre Corinthians e São Paulo, e no catarinense, entre Figueirense e Chapecoense, tudo igual: 1 a 1 em ambos. O placar, aliás, foi o mesmo do confronto entre Atlético-PR e Vitória. 

 No Beira-Rio, o Palmeiras mostrou porque é o líder do Campeonato Brasileiro. Mesmo fora de casa, a equipe tomou a iniciativa e abriu o placar logo aos dez minutos. Após desvio de Gabriel Jesus na primeira trave, Erick se antecipou aos marcadores e tocou para o fundo da rede. 

O Verdão seguiu mandando no jogo e fechou o primeiro tempo com quatro finalizações contra apenas uma. Na etapa final, o Internacional até chegou algumas vezes no ataque, mas a equipe paulista esteve sempre mais perto de fazer o segundo gol do que sofrer o empate, administrou bem e conquistou a vitória. Enquanto o Palmeiras segue firme na liderança com o resultado, o Colorado, com 20 pontos, caiu para o 10º lugar. Corinthians e São Paulo fizeram o clássico paulista da rodada na Arena Corinthians. 

Em um duelo muito equilibrado, o Tricolor saiu na frente aos 15 minutos, em cobrança de pênalti. Cueva bateu no canto direito de Cássio para abrir o placar. O empate do Timão não demorou muito, veio seis minutos mais tarde. Após finalização torta de Marquinhos Gabriel, Rodrigo Caio desviou e Bruno Henrique, de cabeça, deixou tudo igual. Na etapa final, nas poucas boas chances das equipes, os goleiros Cássio e Denis trabalharam bem e garantiram que o placar terminasse mesmo em 1 a 1. O Alvinegro chega a 29 e segue na segunda colocação, mas pode ser ultrapassado pelo Grêmio até o fechamento da rodada. 

O clube do Morumbi soma agora 22 pontos e está no oitavo lugar. Em Édson Passos, o Fluminense recebeu o Cruzeiro e não deu vida fácil aos mineiros. Logo no sexto minuto de jogo, Cícero aproveitou a sobra na área e só empurrou para o fundo para rede e deixar o Tricolor na frente. O segundo veio aos 25 minutos, com Marcos Júnior, em cobrança de pênalti. 

O atacante bateu bem, no canto direito, e Fábio não teve chances. Na etapa final, houve poucas boas chances de gol e o placar terminou mesmo com vitória do Flu. Com o resultado, a equipe das Laranjeiras chega a 21 pontos e sobe para o nono lugar. A Raposa cai novamente para a zona de rebaixamento, no 17º lugar, com 15 pontos. No outro clássico deste domingo, disputado no Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC), o Figueirense recebeu a Chapecoense. O Figueira foi melhor no início e, nas duas chances que teve com Rafael Moura, balançou a rede em uma. Aos 45 minutos, o atacante cobrou pênalti no cantinho direito e abriu o placar. Na etapa final, o Alvinegro voltou com uma postura mais defensiva e acabou chamando o adversário. 

O Verdão do Oeste chegou ao empate aos 25 minutos. Lucas Gomes partiu em velocidade, foi à linha de fundo e rolou para trás. Dener chegou batendo de primeira e evitou a derrota da Chape. Com o empate, o Figueirense chega a 16 pontos e está no 16º lugar. O Verdão soma agora 19 e estaciona na 13ª colocação. Na Arena da Baixada, o Atlético-PR recebeu o Vitória e fez um ótimo primeiro tempo. O gol veio com Pablo, que com um belo toque que encobriu Caíque, aos 44 minutos. Na etapa final, o ritmo do Furacão não foi o mesmo e acabou permitindo um crescimento do adversário. Aos 24, Kieza foi derrubado por Weverton na área e sofreu pênalti. 

Na cobrança, Diego Renan foi para a bola e, com categoria, garantiu o empate. Com o 1 a 1, os parananenses foram a 24 pontos e seguem na cola do G-4, no quinto lugar. Os baianos foram a 19 e pararam na 12ª colocação.

CBF

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.