ZH

 

Zero Hora

Últimas notícias

Carregando...

/

ESPORTE PARA TODOS!

 

OUÇA - A VIDA DE WILSON SILVA

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Exame revela hérnia de disco e Varejão é cortado da seleção. Felício é chamado

A seleção brasileira masculina de basquete sofreu mais um duro baque às vésperas da disputa da Olimpíada do Rio. Novamente, a baixa é no garrafão, e de um dos principais líderes do grupo que estava se preparando sob o comando de Rubén Magnano. O experiente Anderson Varejão, do Golden State Warriors, teve uma hérnia de disco na região lombar diagnosticada e foi cortado da competição nesta quarta-feira.O jogador de 33 anos sentiu dores nas costas no fim da semana passada e ficou de fora dos dois amistosos realizados contra a Romênia em São Paulo. 

No último domingo, viajou para os Estados Unidos a mando de sua equipe da NBA para passar por exames mais detalhados, e, nesta quarta, saíram os resultados desanimadores para o basquete brasileiro.O jogador de 33 anos sentiu dores nas costas no fim da semana passada e ficou de fora dos dois amistosos realizados contra a Romênia em São Paulo. No último domingo, viajou para os Estados Unidos a mando de sua equipe da NBA para passar por exames mais detalhados, e, nesta quarta, saíram os resultados desanimadores para o basquete brasileiro."É frustrante. Triste. Ainda não estou querendo acreditar nisso. 

Disputar a Olimpíada no meu país, com a minha família, meus amigos, o público brasileiro... Isso nunca mais vai acontecer. Parece um pesadelo... Faltam menos de dez dias para os Jogos e sonhei muito com esse momento, ansiedade era grande, o frio na barriga. Estava feliz. Desde que anunciaram que a Olimpíada seria no Brasil, não conseguia pensar em outra coisa, mesmo durante a temporada, era impossível não imaginar, não lembrar. Infelizmente, por causa de uma lesão, vou ficar fora. É difícil demais aceitar isso", declarou o pivô em nota divulgada por sua assessoria.

De acordo com o comunicado, Varejão já está sob cuidados dos médicos na Califórnia. As dores na região lombar haviam se intensificado após os testes físicos na seleção e chegaram a um ponto "insuportável", segundo a nota. A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) chegou a afirmar na última segunda-feira que o jogador ainda seria reavaliado no Brasil antes que qualquer decisão fosse tomada, mas isso não aconteceu. 

Dos Estados Unidos o corte do atleta foi confirmado. Com isso, Varejão se junta a Vitor Faverani e Tiago Splitter, outros importantes desfalques no garrafão por causa de lesões. Principalmente Splitter, outro brasileiro de destaque na NBA, onde atua pelo Atlanta Hawks, que sequer foi convocado por Magnano depois de ser submetido a uma cirurgia no quadril em fevereiro. A tendência é que nos próximos dias, o técnico argentino anuncie o substituto de Varejão. O nome mais cotado para a vaga é Cristiano Felício, do Chicago Bulls, mas o pedido do jogador para não ser convocado na lista inicial, anunciada no mês passado, pode pesar contra ele. Na ocasião, Magnano se mostrou chateado com a decisão do pivô, que preferiu priorizar a disputa da Summer League da NBA pelo Bulls, torneio que já aconteceu. Independentemente do corte, Varejão sabe de sua importância para o elenco e, por isso, planeja estar o mais próximo que for possível de seus colegas durante a Olimpíada, mesmo sem saber ainda o quão perto poderá estar. "Ainda não sei como vai ser. Não parei para pensar", comentou. "Mas faço questão de estar junto, perto dos meus companheiros, passar experiência, vibrar junto, acompanhar os Jogos, estar junto com a seleção brasileira. É um momento especial para o nosso País, uma vontade que tenho. Seria a minha contribuição, seria uma maneira de participar de algo com o qual sonhei por tantos anos." O jogador ainda agradeceu o apoio dos fãs e garantiu: "Tentei de tudo". "Quero agradecer a todo mundo que mandou mensagens de apoio, de carinho, pelas ligações, muitos eu nem consegui responder ainda. É um momento de muita tristeza. Tentei de tudo, busquei diferentes opiniões de médicos, na esperança de escutar algo diferente... Tenho que ouvir o que eles me recomendaram. O mais importante é a minha saúde, preciso entender essa situação e ficar fora da Olimpíada." 
SUBSTITUTO 

 A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) não quis dar espaço para especulações e momentos depois de confirmado o corte de Anderson Varejão para a Olimpíada, anunciou seu substituto. Na tarde desta quarta-feira, a entidade confirmou o nome do pivô Cristiano Felício, do Chicago Bulls, para o elenco que representará o País nos Jogos do Rio. Havia pouca discussão sobre Felício ser o mais indicado tecnicamente para substituir Varejão, mas a dúvida em torno de sua convocação passava por um motivo extraquadra. 

O técnico Rubén Magnano nunca escondeu a insatisfação com a atitude do pivô ao pedir para não ser chamado na lista inicial para os Jogos Olímpicos, anunciada no mês passado. Na ocasião, Felício preferiu priorizar a disputa da Summer League da NBA pelo Bulls, por entender que seu espaço na principal liga de basquete do mundo dependia de um bom serviço nesta pré-temporada. Como o torneio já foi disputado, o jogador estava livre para ser o substituto de Varejão. 

Restava saber se o descontentamento de Magnano com a atitude dele seria suficiente para mantê-lo fora da seleção, o que não aconteceu. Felício talvez tenha sido o melhor brasileiro na reta final da temporada passada da NBA. Se antes do campeonato até sua presença em um time da liga era questionada, nos últimos jogos do Bulls, o jovem de 24 anos mostrou serviço e chegou a ter dois jogos consecutivos marcando 16 pontos, contra o futuro campeão Cleveland Cavaliers e o New Orleans Pelicans, ambos em abril. Agora, Felício deve se apressar para viajar ao Brasil e se juntar aos companheiros em Mogi das Cruzes-SP, onde a seleção dá sequência à preparação para os Jogos Olímpicos e disputará um torneio amistoso nos próximos dias. 

Ele será mais uma opção para o garrafão do País, ao lado do veterano Nenê, de Rafael Hettsheimeir e de Augusto Lima. Se pode ajudar a seleção com sua qualidade, Felício certamente será incapaz de suprir a ausência de Varejão como líder da equipe. O veterano de 33 anos era um dos jogadores mais experientes do grupo e, até por isso, o técnico Rubén Magnano havia manifestado o desejo de "esperar o tempo necessário" para tê-lo no Rio.
Resultado de imagem para ig logo png