Pular para o conteúdo principal

Euforia marcou passagem da tocha por Curitiba



Curitiba abraçou seu dia olímpico. A tocha da Rio-2016 percorreu as ruas da capital durante cerca de 9 horas na quinta-feira (14) e o que predominou foi a euforia do público.O revezamento contou com forte esquema de segurança, mas os protestos políticos – realizados durante a manhã – foram discretos. 

Duas tentativas de se apagar a chama, também na parte inicial do trajeto, acabaram rapidamente abafadas pela polícia. O que se ouviu mais durante a passagem foram aplausos e gritos de incentivo aos 169 condutores. Todos os pontos do roteiro contaram com boa presença de público. 

Camisas e bandeiras do Brasil predominaram. Houve quem só precisou ir para o quintal da casa para apreciar o símbolo olímpico. Outros, porém, fizeram questão de se deslocar mais ou então escapar do trabalho por alguns minutos para não perder o evento. 

O revezamento passou em frente a alguns colégios e garantiu a forte presença das crianças, as mais empolgadas.
Resultado de imagem para gazeta do povo

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.