Pular para o conteúdo principal

Del Valle e Atlético Nacional empatam em primeira final da Libertadores

Primeira final da Libertadores, em Quito, terminou empatado| Guillermo Granja/REUTERS
Primeira final da Libertadores, em Quito, terminou empatado | Crédito: Guillermo Granja/REUTERS
A final da Libertadores segue em aberto. Após a primeira final, em Quito, Independiente del Valle-EQU e Atlético Nacional-COL empataram em 1 x 1.

Mesmo com a pressão de um estádio lotado, o Atlético Nacional foi melhor na primeira etapa. Com a bola no chão, seguraram o Independiente del Valle no começo do jogo e marcaram aos 35 minutos da primeira etapa.

Berrío recebeu de Torres, de costas para a área, ganhou na dividida e bateu forte, no canto esquerdo de Azcona, abrindo o placar.

Na segunda etapa, o time do Equador saiu para o jogo, buscando o resultado, e conseguiu o empate aos 41 do segundo tempo. Sornoza levantou para a área, Armani tentou tirar com o pé a bola ficou na pequena área. Mina chegou e tocou rasteiro para o fundo da rede do time colombiano.

Apesar do jogo mais controlado, o time colombiano sofreu empate no fim e acabou não tendo vantagem para a partida da volta, que fica em aberto. A volta acontece na próxima quarta-feira (27), em Medellín.
Resultado de imagem para logo revista placar

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.