Pular para o conteúdo principal

Cruzeiro bate o Vitória e conquista boa vantagem

Com dois jogos iniciados às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira (6), a terceira fase da Copa do Brasil foi inaugurada. Em Salvador (BA), o Cruzeiro bateu o Vitória por 2 a 1 e conquistou boa vantagem para o jogo da volta. Em Volta Redonda (RJ), o Fluminense ficou no empate em 1 a 1 com o Ypiranga-RS. 


 No Barradão, mesmo jogando fora de casa, foi o Cruzeiro quem tomou a iniciativa da partida e abriu o placar logo aos sete minutos. Willian recebeu de Robinho no meio, deu um lindo corte no marcador e colocou a bola no cantinho, fazendo um belo gol. 
O empate do Vitória veio logo em seguida, oito minutos mais tarde. 



O árbitro enxergou toque de Allano com a mão na área e marcou pênalti. Na cobrança, Diego Renan deslocou Fábio e deixou tudo igual. Na etapa final, o jogo continuou equilibrado, com chances para os dois lados, mas os mineiros levavam mais perigo nas subidas ao ataque. Aos 26, a estrela de Willian brilhou novamente, com o gol da vitória. Arrascaeta fez boa jogada pelo meio e deu ótimo passe para o atacante. 

Ele invadiu a área e tocou na saída do goleiro. Mesmo com um homem a menos em campo, já que Allano foi expulso no início do segundo tempo, a equipe celeste controlou bem a vantagem e garantiu o triunfo.

CBF

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.