Pular para o conteúdo principal

Bruno Henrique: gols e desarmes em alta

Dono da distinta camisa 25, o volante do Corinthians Bruno Henrique tem se destacado no Brasileirão por suas atuações, tanto na defesa, quanto no ataque. Com a função de proteger a zaga e dar a saída de jogo, o atleta também tem encontrado espaço para contribuir com o Timão por meio de bolas na rede. 

Ao todo, Bruno já marcou quatro gols, mesmo número de seus companheiros de equipe, Romero e Marquinhos Gabriel, que jogam em posições mais avançadas. O tento mais recente de Bruno Henrique aconteceu na 15ª rodada, quando foi responsável pelo empate em 1 a 1 contra o rival paulista, São Paulo. 

Na mesma partida, o volante atingiu a marca de 60 desarmes no campeonato, assumindo a liderança nas estatísticas de bolas roubadas no Brasileirão. Em grande fase, Bruno entra em campo com o Corinthians na próxima rodada contra o Figueirense. 

Diante da torcida na Arena Corinthians, o confronto acontece no sábado (23), às 16h. O Timão soma 29 pontos e ocupa a vice-liderança da competição. 

  Fonte: Site oficial do Corinthians
Publicado por CBF

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.