Voleibol e o "clima olímpico


Lucão no treino desta terça-feira, na Arena Carioca 1
Lucão no treino de terça-feira, na Arena Carioca 1

A seleção brasileira masculina de vôlei fez já começou a sentir o clima olímpico. Na tarde desta terça-feira (14.06), a equipe dirigida pelo técnico Bernardinho já fez o segundo treino na Arena Carioca 1, que fica dentro do Parque Olímpico, onde jogará contra as seleções do Irã, Argentina e Estados Unidos nesta semana. Será a primeira etapa da Liga Mundial e primeiros jogos oficiais da seleção verde e amarela. 

 Os jogadores sentiram a sensação de estar no parque olímpico e, embora não joguem neste local durante os Jogos Olímpicos, comemoram o fato de ter a chance de disputar uma competição tão importante às vésperas do principal campeonato do calendário esportivo. Segundo o central Lucão, essa é uma oportunidade que deve ser aproveitada pela seleção brasileira. “Muito se fala que, neste ano, a Liga Mundial é ainda mais importante por servir como um forte teste para os Jogos Olímpicos, mas vejo como algo até maior do que isso. Acho que é fundamental para conseguirmos ainda mais respeito das outras equipes. 

É um campeonato muito importante, onde estamos tentando o décimo título há alguns anos e queremos essa conquista e não apenas testar o nosso time”, afirmou Lucão. O capitão da seleção brasileira, Bruninho, também faz questão de valorizar a Liga Mundial, mesmo neste ano olímpico. A estreia, contra o Irã, na próxima quinta-feira (16.06), às 14h10, é analisada pelo jogador como algo importante para a evolução do grupo. 

 “É mais uma oportunidade da nossa equipe ganhar entrosamento e se preparar ainda melhor para esse grande objetivo que é conseguir um bom resultado nos Jogos Olímpicos. Mas, além disso, vamos poder ver o nível em que estamos perante os adversários e, claro, é um campeonato importante que também queremos vencer”, disse Bruninho. 

 O levantador ainda lembrou do valor de enfrentar, nesta etapa da Liga Mundial, um adversário que terá novamente nos Jogos Olímpicos. “Os Estados Unidos estão no nosso grupo e os outros dois times, Irã e Argentina, podem ser adversários um pouco mais a frente. Por tudo isso, essa vai ser uma semana importante para podermos entender bem o que precisamos melhorar e o que podemos evoluir em relação a essas equipes”, analisou Bruninho. 
Para os Jogos Olímpicos, o vôlei se transfere para o ginásio do Maracanãzinho, que, atualmente recebe os últimos ajustes. 

 O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro.

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"