Pular para o conteúdo principal

Ter a posse da bola garante sucesso na EURO?




"Eles tiveram muito mais posse de bola porque nós quisemos", disse o treinador Adam Nawałka, após a Polonia ter conseguido parar a Alemanha. Steffen Potter fala sobre uma grande mudança nesta fase final.

Alemanha 0-0 Polonia; campeão do Mundo 0-0 pretendente ambicioso; activo 0-0 reativo. O primeiro 0x0 do UEFA EURO 2016 poderá, do ponto de vista táctico, ter levantado um fascinante debate no futebol atual. 

Ao jogar num estilo de jogo que tem vindo a aperfeiçoar desde  a Copa do Mundo de 2010, a Alemanha aposta forte na posse de bola, como a Espanha. 

Dispuseram-se o mais alto possível em campo e procuraram recuperar a bola rapidamente, seguindo o ditado futebolístico que o adversário não pode marcar se não tiver a bola.

A Polonia, neste jogo, respondeu a essa abordagem dando a bola ao adversário e esperando no seu meio-campo, na esperança de aproveitar o imenso espaço nas costas do adversársio. Adam Nawałka confirmou tudo isso após o confronto: "Controlamos sempre os acontecimentos. Eles tiveram mais posse porque nós queriamos que isso acontecesse". 

Poderá parecer estranho, mas o que aconteceu em Paris mostrou que os números foram ao encontro da sua afirmação. 

A Alemanha teve mais bola (63 por cento contra os 37 da Polónia), mais ataques perigosos (78 contra os 21 da Polonia) e remates (Alemanha 15-7 Polonia), com a melhor ocasião do encontro a ser para o seu vizinho do leste, quando Arkadiusz Milik não conseguiu desviar como queria um lance logo após o recomeço. 

O jogo Alemanha - Polonia não foi,  o único a mostrar essa tendência; no EURO 2016, 15 dos 18 jogos foram dominados claramente por uma das equipes no item  posse de bola. No entanto, a equipe "dominadora" venceu apenas oito desses jogos; quatro terminaram empatados, enquanto Itália (2-0  Bélgica), Eslováquia (2-1  Rússia) e Irlanda do Norte (2-0  Ucrânia) venceram os respectivos jogos tendo relativamente pouca posse de bola. 

As coisas não são, contudo, tão objetivas. Voltemos aos números. Equipes de "posse" somaram 1.87 pontos por jogo; as que não o fizeram, conseguiram 0.87, e quando passam a ganhar jogos, os remates de sucesso fazem a diferença: um único remate (na vitória da Croácia por 1-0 sobre a Turquia) deu o triunfo a quem menos rematou. 

A habilidade das "pequenas equipes" defenderem bem é claramente um tema de debate. Joachim Löw resumiu isto mesmo depois do jogo com a Polonia: "Sempre fui da opinião que os jogos da fase de grupos seriam  muito combativos." 

Löw acredita que as coisas poderão ser diferentes na fase seguinte. "Vamos ver mais equipes jogando um jogo mais aberto, que proporcionará mais espaço para jogar e havendo assim mais gols", concluiu Löw. No entanto, se os próximos adversários forem consistentes como foi a Polonia, as formações que seguem a escola espanhola poderão ter muitas noites de nervos no futuro. 


              © 1998-2016 UEFA. All rights reserved.

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.