Seleção FI vem com carrascos da Ponte, 'menino de ouro', Jesus e atacante do Brasil

Campinas, SP, 23 (AFI) - Um time com Jesus, 'menino de ouro', além de um jogador que representou o Brasil na Copa América, não é para qualquer um. Coube a Seleção do Futebol Interior da décima rodada do Campeonato Brasileiro juntar o trio que vem 'causando' no torneio. Gabriel Jesus e Róger Guedes são os principais astros do líder Palmeiras, enquanto Gabigol continua sendo o mesmo 'matador' santista. Uma das equipes mais fortes já montadas, a Seleção FI ainda tem 'carrascos' da Ponte Preta - Mayke e Arrascaeta -, e o 'paredão' Muralha, que só não fez chover na vitória do Flamengo diante do Santa Cruz. A equipe é a mais ofensiva possível, com Marcos Júnior e Cazares completando o setor de meio de campo, e Diego Renan improvisado na esquerda. O técnico escolhido 'apagou' a ascensão de Cuca. Trata-se de Paulo Bento. O português ainda tem o trabalho contestado, mas mostrou um Cruzeiro diferente, tanto que goleou a Ponte Preta na rodada. 
  Confira a Seleção FI da décima rodada do Brasileirão: 

Alex Muralha (Flamengo); Mayke (Cruzeiro), Maicon (São Paulo), Paulo André (Atlético-PR) e Diego Renan (Vitória); Cazares (Atlético-MG), Arrascaeta (Cruzeiro) e Marcos Júnior (Fluminense); Róger Guedes (Palmeiras) Gabriel (Santos) e Gabriel Jesus (Palmeiras) Técnico - Paulo Bento (Cruzeiro)

 na vitória do Fla contra Santa Cruz 
Goleiro: Alex Muralha (Flamengo) Sem dúvidas, o goleiro Alex Muralha é o grande responsável pelo Flamengo ter vencido o Santa Cruz, em pleno Estádio do Arruda e entrado no G4 da Série A do Campeonato Brasileiro. O arqueiro fechou o gol, durante toda a partida, por várias vezes ficou cara a cara com Grafite e com os outros atacantes do time da casa, mas não deixou nenhuma bola passar para dentro do gol. Muralha segue mostrando que ganhou a vaga de titular do Mengão e que dificilmente Paulo Vitor volte a usar a camisa 1. Lateral-direito: Mayke (Cruzeiro) Foi uma das surpresas de Paulo Bento diante da Ponte Preta e mostrou que, se não for atrapalhado por conta das lesões, é o dono da lateral-direita. No primeiro tempo, roubou a bola de Clayson e deu cruzamento preciso para Arrascaeta marcar o segundo dos quatro gols cruzeirenses no Majestoso.

 Depois, priorizou a marcação, já que Reinaldo era a principal arma da Macaca. E deu conta do recado. Zagueiro: Maicon (São Paulo) Em um jogo de poucas emoções, o São Paulo voltou a sofrer com a falta de criatividade de seu setor ofensivo, mas na defesa, Maicon comandou a equipe novamente e garantiu, pelo menos, o empate sem gols. Nas poucas vezes que se aventurou ao ataque, ainda chegou a assustar o goleiro adversário com chutes de longa distância. Zagueiro: Paulo André (Atlético-PR) O experiente Paulo André mostrou seu valor novamente na defesa do Atlético-PR. 

Em partida que foi paralisada e teve de ser disputada em duas partes, o defensor teve segurança para assegurar o empate sem gols. Ao lado de Thiago Heleno, vem formando uma dupla de zaga sólida e se tornando um do líderes do elenco do Furacão. Lateral-esquerdo: Diego Renan (Vitória) O lateral Diego Renan caiu como uma luva na formação de Vagner Mancini com cinco defensores para enfrentar o Grêmio. Quando o Vitória reagiu à pressão do Grêmio na metade da segunda etapa para construir o resultado Diego Renan foi a principal arma. Primeiro, o ala tirou a marcação gremista e fez um levantamento primoroso, na cabeça de Kieza para abrir o marcador. Seis minutos depois, Diego Renan foi para a cobrança de pênalti e abriu 2 a 0 para o Leão. Como é ambidestro, o lateral atuará como lateral-esquerdo na Seleção FI. Meia: Cazares (Atlético-MG) O meia Cazares está mesmo caindo nas graças da torcida do Atlético. Mesmo em um elenco repleto de estrela, o equatoriano vem se destacando e foi decisivo mais uma vez nesta rodada. Foi o jogador mais perigoso na vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians e ainda ganhou um presente do zagueiro Pedro Henrique para marcar o segundo gol do Galo. Meia: Arrascaeta (Cruzeiro) 

A limitação do elenco cruzeirense é compensada pela qualidade técnica do camisa 10. Jogador mais lúcido do time comandado por Paulo Bento, Arrascaeta marcou dois gols na goleada celeste sobre a Ponte Preta, por 4 a 0, em Campinas, na última quarta-feira. No primeiro, aproveitou cruzamento rasteiro de Mayke e tirou de João Carlos. Depois, mostrou categoria em cobrança de pênalti. Meia: Marcos Júnior (Fluminense) O Fluminense acabou sendo derrotado para o Santos, mas se dependesse do futebol apresentado por Marcos Júnior o resultado seria outro. O meia mostrou muita disposição para tentar dar os três pontos para o Tricolor. Foi dele os dois gols da equipe na partida. Como o futebol tem 11 jogadoreRoger Guedes e Gabriel Jesus estão na Seleção FI Roger Guedes e Gabriel Jesus estão na Seleção FI Atacante: Róger Guedes (Palmeiras)s... 

 Tratado como 'menino de ouro' pela imprensa espanhola, Róger Guedes vem sendo o principal jogador neste bom início do Palmeiras. Precisa tirar o chapéu para Alexandre Mattos por tê-lo tirado do Criciúma. O atacante tem arrebentado e contra o América não foi diferente. Saiu de seus pés as duas jogadas que terminou em gol de Gabriel Jesus. O garoto aplicou um chapéu no primeiro lance, enquanto no segundo colocou a bola, de calcanhar, entre as pernas do defensor. Atacante: Gabriel (Santos) Dunga tinha razão na questão: Gabriel. O atacante do Santos precisa estar entre os convocados para defender a seleção brasileira. No Santos, ele nem quer saber se Ricardo Oliveira e Lucas Lima estão jogando, chama logo a responsabilidade e decide à favor do Peixe. 

Na goleada, por 4 a 2, diante do Fluminense, mostrou toda sua pontaria, com dois belos gols. Atacante: Gabriel Jesus (Palmeiras) Gabriel Jesus estava apagado nos últimos jogos do Palmeiras. Foi só dirigentes do Barcelona aparecerem no estádio que as coisas mudaram. A jovem promessa alviverde foi logo mostrando porque está sendo disputado por grandes clubes europeus. Mostrou várias de suas armas e ainda fez os dois gols na vitória por 2 a 0 contra o América. Segura o garoto. 
 Paulo Bento comanda a seleção FI depois de goleada contra a Ponte Paulo Bento comanda a seleção FI depois de goleada contra a Ponte Técnico: Paulo Bento (Cruzeiro) Sem ser unanimidade no Cruzeiro, Paulo Bento vem sofrendo grande pressão com a sequência de resultados ruins da equipe no Campeonato Brasileiro, que acabou nesta quarta-feira, com a vitória, por 4 a 0, diante da Ponte Preta, em pleno Estádio Moisés Lucarelli. 


O treinador ainda tinha que conviver com a sombra de Mano Menezes. A goleada, porém, mostrou do que o comandante é capaz e criou uma nova expectativa para a Raposa na temporada 2016. Com elenco na mão e reforço como Rafael Sóbis, tudo pode mudar.
Resultado de imagem para futebol interior logo png

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"