Pular para o conteúdo principal

«O mal não dura para sempre» - Cristiano Ronaldo


Tenho por hábito , ler os cadernos esportivos dos principais jornais da Europa pela Web , The Guardian ,  Marca , Le Figaro e A bola são meus preferidos , e o "A bola" deu amplo destaque ao jogo de Portugal pela Euro 2016 que destacou o jogo com a Austria e a sequência diante da Hungria.

Cristiano Ronaldo (Foto EPA)
"Com a Hungria tudo será diferente. Esta a convicção de Cristiano Ronaldo no final do jogo com a Áustria, que ditou o segundo empate de Portugal na fase de grupos do Euro-2016.

«Isto é o futebol. Era algo que não queríamos. Criámos bastantes oportunidades mas não conseguimos concretizar. Eu também falhei, um `penalty´ e outras ocasiões. Temos de continuar a acreditar e agradecer uma vez mais aos portugueses que aqui estiveram e àqueles que apoiaram de fora. Tentaremos dar o nosso melhor no próximo jogo, quem tenta sempre alcança. Temos de pensar que ainda é possível. Se ganharmos estamos qualificados. Quem gosta de Portugal tem de acreditar, o mal não dura para sempre», afirmou o capitão da equipa das quinas."

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.