Pular para o conteúdo principal

Mata-mata da Euro é promessa de finais antecipadas entre campeões mundiais

A fase de grupos da Eurocopa terminou nesta quarta-feira (22) e vacilos de favoritos resultaram na concentração de campeões mundiais na parte de baixo da tabela no mata-mata, com promessa de finais antecipadas e oportunidade única para azarões de chegarem longe no torneio.
FrançaEspanhaAlemanhaItália Inglaterra, as únicas seleções que conquistaram ao menos uma Copa do Mundo, já não podem mais se enfrentar na decisão. Estão todas no mesmo lado da chave.
A seleção portuguesa quase entrou nesse bolo, mas um gol marcado nos acréscimos pelo islandês Traustason contra a Áustria (2 a 1) colocou Cristiano Ronaldo e companhia na outra parte da tabela e o surpreendente estreante nórdico no caminho da Inglaterra.
Nesse ponto de vista, parece até que os lusos fizeram um bom negócio mesmo terminando em terceiro lugar do Grupo F, por evitar futuros cruzamentos com outros favoritos. O problema é que o adversário nas oitavas é justamente a equipe da parte de cima da tabela que mais impressionou, a Croácia, líder do Grupo D na frente a atual bicampeã europeia Espanha.
A ‘Roja’, que perdeu de virada por 2 a 1 para os croatas na última rodada, enfrentará ninguém menos que a Itália, na reedição da final da última edição, vencida por 4 a 0 pelos espanhóis.
Uma oportunidade de revanche com sabor amargo para a ‘Nazionale’, que garantiu o primeiro lugar do Grupo E com uma rodada da antecedência e recebeu como prêmio um verdadeiro presente de grego.
E os problemas não param por aí: o vencedor desse duelo mais aguardado das oitavas poderá enfrentar nas quartas a Alemanha, desde que os campeões mundiais façam valer o favoritismo diante da Eslováquia.
Quem sair vitorioso dessa série de clássicos europeus ainda pode enfrentar na semi França ou Inglaterra, favoritos dos outros dois duelos de oitavas da parte de baixo da tabela, contra Irlanda e Islândia, respectivamente.

Clássico britânico

Do outro lado, a festa é dos azarões. Se a lógica for respeitada, o vencedor do choque entre Croácia e Portugal terá praticamente o caminho livre rumo à final, mas essa Euro mostrou que a zebra pode fazer vítimas a qualquer momento.
Quem levar a melhor entre Modric e CR7, companheiros de clube no Real Madrid, enfrentará o vencedor de Suíça e Polônia. Duas seleções que foram longe de empolgar na primeira fase, embora ainda estejam invictas na competição, depois de empatar sem gols com França e Alemanha, respectivamente.
Na verdade, a única seleção dessa parte da tabela que chegou a essa Euro com rótulo de favorita foi a Bélgica, mas a geração dourada de De Bruyne e Hazard não teve atuações convincentes na primeira fase.
Mesmo assim, os ‘Diabos Vermelhos’ têm tudo para eliminar a Hungria, surpreendente líder do grupo F, na frente de Islândia e Portugal.
Se vencerem, os belgas enfrentarão o vencedor do clássico britânico entre País de Gales e Irlanda do Norte, um dos duelos mais fracos dessas oitavas, pelo menos no papel.
Com Gareth Bale voando baixo, os galeses mostraram que podem incomodar os medalhões, depois de ter terminado na frente da vizinha Inglaterra na fase de grupos, embora tenha perdido de virada por 2 a 1 o clássico entre ‘Dragões’ e ‘Leões’.
Resultado de imagem para euro gazeta do povo logo

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.