Martins Neto : A crônica esportiva cianortense "em boas mãos"

Um belo dia o saudoso Silvio Rogério , meu amigo e camarada radialista me chamou num canto e falou me que conhecera um jovem que tinha talento para o rádio esportivo e pediu me que "desse um força para o rapáz" , evidente que ele não precisou de meus préstimos , pois tinha um talento incrível para o rádiojornalismo esportivo.  Esse moço é o cara da foto - Martins Neto , um radialista primoroso , grande amigo meu , tive a satisfação de trabalhar com ele por dois ou três anos.
Pois é , Martins Neto é hoje o que um dia sonhei ser "um profissional  do radiojornalismo esportivo de Cianorte , pois devo confessar que quando jovem não era tão "brilhante" como o Martins Neto é hoje ; autêntico , ético e muito prestativo , e tem quase todos requisitos de um ótimo jornalista  , como li num Manual de jornalismo esportivo:
Requisitos básicos:


1. Gostar de ler.
2. Ser inquieto e questionador.
3. Não ter medo, vergonha, preguiça.
4. Ter engajamento social (não é a mesma coisa que curtir uma balada, ok?).
5. Ter prazer pelo que faz.

Requisitos desejáveis:

6. Capacidade de levar esporro e engolir o choro.
7. Capacidade de receber o contracheque e engolir o choro.
8. Ter um nível de vaidade moderado.
9. Não se importar em levar uma vida PJ.
10. Domínio de idiomas estrangeiros, afinal a vida real não é uma 
novela da Glória Perez.

Requisitos que agregam valor, geram diferencial competitivo e outras coisas do gênero:

11. Ter boas sacadas de pauta e de personagens. Incrível, mas pensar é diferencial.
12. Escrever um texto de 20 linhas sem um errinho de Português. Ainda mais incrível.
13. Aproveitar as tecnologias, mas sem ser refém delas.
14. Capacidade de ir para a rua e interagir com seres humanos de verdade.
15. Ser craque em concordância, principalmente concordar com a escala de folgas e plantões.

Requisitos imprescindíveis:

16. Desapego a essa coisa chamada dinheiro.
17. Desapego a família, datas festivas, namoro e churrascos num domingão de sol.
18. Estômago resistente a comida tosca, café por períodos prolongados e falta de comida por períodos prolongados.
19. Ser forte, persistente, guerreiro e... , e essas lágrimas? Dá para engolir esse choro?
20. Paciência. Muita paciência.

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"