G1 : Alisson reconhece sorte em gol anulado e diz: "Não existe bola fácil"

Alisson falha, e a bola entra, mas arbitragem não dá o gol do Equador contra o Brasil (Foto: KEVORK DJANSEZIAN / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP)
A sorte esteve do lado de Alisson no jogo contra o Equador. O goleiro reconheceu que contou com a ajuda do auxiliar e do árbitro, que anularam o gol do time adversário após um erro do brasileiro, no empate em 0 a 0 entre as duas equipes, pela Copa América Centenário. 
Entretanto, o arqueiro disse ter a impressão de que a bola saiu pela linha de fundo no cruzamento de Bolaños . A primeira impressão que tive é que a bola saiu, realmente. Mas tenho que dar seguimento na jogada. Quando ele chutou, a bola desviou na trave. Estava fazendo o movimento para tirar a bola, mas ela bateu no meu braço e entrou. Logo levantei a mão e vi que o bandeira tinha marcado. Então, a gente tem que contar um pouco com a sorte, também – disse Alisson. 
 Para o goleiro, o lance não pode ser considerado fácil. Ele afirmou que reviu a jogada muitas vezes após a partida. - Já revi, mas é difícil. Não existe bola fácil. Foi uma bola muito complicada. O Bolaños chutou por chutar. Mas o lance foi anulado. Quando a gente faz a defesa, e o juiz dá impedimento, ninguém fala – completou. 

  Companheiros minimizam lance

Entre os companheiros, não houve maior comoção para dar apoio a Alisson. O lance anulado foi minimizado por Elias, que viu na jogada uma lição para as próximas partidas. - Foi tranquilo (conversa com Alisson). Acho que, já que a bola saiu, não foi erro dele. 

A gente fica feliz que não foi nada. Isso deixa a gente atento para nunca desistir da jogada, nunca perder a concentração, porque às vezes o juiz pode não dar e acabar prejudicando toda a equipe – afirmou o volante.
Dunga põe a mão no rosto no Brasil x Equador (Foto: Lucas Figueiredo)


Resultado de imagem para G1

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"