Pular para o conteúdo principal

Dá pra comparar Tite com Cristóvão "?"


Com o anúncio oficial da contratação de Cristóvão Borges para substituir Tite no comando técnico do Corinthians, é natural a comparação entre quem sai e quem chega. 

Para o comentarista do SporTVCarlos Eduardo Lino, o novo treinador se encaixa no projeto corintiano e até tem algumas similaridades com o antigo chefe. - O Cristóvão era o técnico possível para o Corinthians, para o atual momento, para o projeto do Corinthians. 

É um treinador que não é caro, para um time que não pode contratar e não pode mudar o projeto de jogo. Então, a equipe continua de alguma forma o trabalho do Tite, apesar de terem características um pouco diferentes, mas a ideia da diretoria corintiana é manter o que tem lá. Até porque, se tiver um técnico com muito peso, vai pedir contratação. 

O Cristóvão tem conhecimento e é conciliador, o que bate com o perfil do Tite. Mas talvez ele não seja "messiânico" como o Tite, que é capaz de falar para o povo corintiano, falar para os seus jogadores, transformar atletas e capaz de modificar equipes medianas - afirmou Lino.
Resultado de imagem para sport tv

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Brasileirão Série A - Confira os jogos em andamento

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.