Chefe do departamento jurídico do Barça faz alerta sobre renovação de Neymar



O chefe do departamento jurídico do Barcelona, Román Gómez Ponti, recomendou que a direção do Barcelona não repita na negociação para ampliar o contrato de Neymar, os mesmos erros cometidos três anos atrás, na transferência do brasileiro.

 "O melhor cenário é que o contrato seja o mais afinado, correto e o mais simples, porque no mais simples, normalmente não resulta em problemas", disse o representante do clube, em entrevista coletiva em que deu detalhes do acordo feito com a Advocacia do Estado, pelas irregularidades na aquisição do atacante. Gómez Ponti ainda explicou que a atual direção 'blaugrana' irá determinar os responsáveis pelo "erro de planejamento fiscal" na contratação de Neymar, junto ao Santos, em 2013. 

 No acordo firmado na justiça, o Barcelona admitiu dois crimes contra Receita e aceitou pagar multa de 5,5 milhões de euros (R$ 19,8 milhões). Além disso, a medida resultou no arquivamento dos processo contra o atual presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, e o antecessor, Sandro Rosell. Neymar tem contrato com o 'Blaugrana' até junho de 2018. Com a ampliação, ficaria vinculado por mais dois anos. 

Há pouco mais de uma semana, a vice-presidente de finanças do clube, Susana Monje, revelou que o máximo que seria gasto com salários do jogador por ano seriam 15 milhões de euros (R$ 54 milhões).
Resultado de imagem para agencia efe logo

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"