Pular para o conteúdo principal

Aguirre é oferecido ao Corinthians que pede informações ; Sylvinho nega


Dassler Marques e Vanderlei Lima
Do UOL, em São Paulo
Depois de recusas por parte de Eduardo Baptista, Fernando Diniz e Roger Machado, o Corinthians analisa novos alvos.
Desde a saída de Tite, o nome de Diego Aguirre foi apresentado à direção corintiana por empresários. Inicialmente, o clube não demonstrou interesse, já que trabalhava algumas prioridades. Mas, nas últimas horas, retomou conversas e solicitou informações em relação ao uruguaio.
Entre os questionamentos feitos pelo Corinthians estavam três questões importantes: a pretensão salarial, o tempo de contrato desejado e ainda quais profissionais Aguirre gostaria de levar à comissão técnica.
O treinador uruguaio não está entre as prioridades da direção neste momento, que enfrenta dificuldades porque seus principais alvos atuais estão empregados. Inclusive, Oswaldo de Oliveira, do Sport, e Dorival Júnior, do Santos - este, a exemplo de Roger Machado, foi sugerido por Tite ao Corinthians.
Semifinalista da Copa Libertadores pelo Internacional em 2015, Aguirre recentemente deixou o Atlético-MG após chegar às quartas de final do torneio. Na quarta-feira, o presidente Roberto de Andrade abriu a possibilidade de contratar treinador estrangeiro, desde que tivesse qualidade.
Sylvinho diz que tem contrato na Inter de Milão e nega ter recebido oferta
Ex-auxiliar de Tite e Mano Menezes no Corinthians, e atualmente de Roberto Mancini na Inter de Milão-ITA, Sylvinho é visto como a melhor opção entre os considerados novatos. Sem experiência como treinador, ele negou ter sido procurado pela direção corintiana. Segundo apuração da reportagem, porém, ele recebeu sondagens sobre voltar ao Brasil e se mostrou interessado.
"Claro que me sinto preparado, mas eu tenho contrato com a Inter até julho de 2017. Não houve nada com o Corinthians. Não posso comentar nada, porque não houve", disse Sylvinho ao UOL Esporte. De acordo com ele, que passa férias em São Paulo, voltará à Itália até o fim do mês.

Postagens mais visitadas deste blog

Brasileirão Série A - Confira os jogos de hoje e amanhã

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"

Sempre publico nesse espaço matérias sobre a carreira do goleiro Danilo da Chapecoense , que considero o melhor goleiro do futebol brasileiro , formado e revelado pelo Cianorte FC time de sua cidade natal , tem como ponto alto um caráter diferenciado herdado dos pais , meus amigos Nilson e Ilaídes(foto). O  filho Danilo , também é filho de Cianorte e tem um respeito enorme do torcedor paranaense , tanto  é que enquanto atuou no Londrina E.C  recebeu o apelido de PAREDÃO  do torcedor londrinense devido as atuações brilhantes na meta do LEC .

Atuou também pelo Cianorte FC , Nacional de Rolândia , Engenheiro Beltrão e Operário Ferroviário de Ponta Grossa atual campeão Paranaense de Futebol. ( clubes do interior do Paraná)

Marcos Danilo Padilha Nascimento: 31 de julho de 1985 (29 anos), Cianorte, Paraná Altura: 1,85 m Peso: 80 kg Início de carreira: 2004 Time atualAssociação Chapecoense de Futebol (#1 / Goleiro)

Herói da Inter, Éder Paulista poderia ter sido herói no Cianorte FC

Eder Paulista , atacante com passagem pelo Cianorte FC , onde pouco fez por não ter a oportunidade merecida , oportunidade que teve na Inter de Limeira quando no dia 14 de maio , a emoção tomou conta dos mais de 8 mil presentes no Limeirão assim que o árbitro Thiago Duarte Peixoto apitou o fim da vitória da Inter de Limeira por 2 a 1 sobre o Monte Azul. 

O tão sonhado acesso à Série A2 estava consumado. Graças a alguém que por muito pouco não esteve ali. Herói do Leão com os dois gols da virada no jogo decisivo, o atacante Éder Paulista teve a participação ameaçada na competição ao sofrer uma grave lesão logo no início da campanha. 

Por tudo o que passou, era um dos mais eufóricos, a ponto de até esquecer como foram seus gols. - Só Deus sabe o que eu passei. Os médicos falavam que eu só voltaria depois de três meses. Mas eu falei que iria me recuperar rapidamente e decidir para a equipe. 

A emoção está muito grande, não sei nem dizer como foram os gols.