UOL : Na Vila, Santos vira aos 51 contra o Coritiba e vence 1ª no Brasileiro

Quando parecia que o Santos terminaria mais uma rodada sem vencer no Campeonato Brasileiro, a equipe comandada por Dorival Júnior foi guerreira, lutou até o final e foi recompensada nos acréscimos da partida contra o Coritiba. Neste domingo, na Vila Belmiro, o jogo estava empatado até os 51 minutos do segundo tempo, quando Renato, que sofria com dores nas pernas, ganhou de cabeça na área e decretou por 2 a 1 a primeira vitória alvinegra na competição nacional.
Em um primeiro tempo muito equilibrado, foi o Coritiba que saiu em vantagem. Após bela jogada ofensiva, Dodô encontrou Leandro pelo lado direito, o atacante invadiu a área e cruzou rasteiro para Kleber, que se movimentou bem e só precisou empurrar para o gol. O Santos buscou o empate em uma bela cobrança de falta de Vitor Bueno e Renato, sentindo dores, conseguiu virar aos 51 da etapa final.
Com o resultado, o Santos conquista seus primeiros três pontos no Campeonato Brasileiro, já que perdeu na primeira para o Atlético-MG. Já o Coritiba segue estacionado com apenas uma vitória contra o Cruzeiro na estreia.

Quem foi bem: Dorival Júnior, mexeu e mudou o jogo

Percebendo a dificuldade que o Santos enfrentava para criar oportunidades de gol, Dorival Júnior optou pela saída de Lucas Lima para a entrada de Paulinho, ainda no intervalo. Com a mudança, Vitor Bueno passou a comandar as ações ofensivas do time, o Santos melhorou e passou a tomar conta do jogo na etapa final, conseguindo uma virada incrível nos últimos segundos de bola rolando.

Quem foi mal: Lucas Lima voltando de lesão

Após passar por um tratamento intensivo para se recuperar de uma lesão no tornozelo direito, sofrida no primeiro jogo da decisão o Campeonato Paulista, Lucas Lima voltou ao time titular do Santos, mas decepcionou. Sentindo a falta de ritmo e com pouca movimentação, o meio-campista criou pouco no setor ofensivo. Quando acertou bons passes, os companheiros não ajudavam em posição de impedimento. Acabou substituído no intervalo pelo atacante Paulinho.

Invencibilidade na Vila

Com a vitória, o Santos chega ao 29º jogo de invencibilidade na Vila Belmiro, sendo, agora, 25 vitórias e quatro empates. A última derrota da equipe dentro de sua casa aconteceu no longínquo 5 de julho de 2015, ainda pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, quando o Grêmio venceu por 3 a 1, com gols de Pedro Rocha, Galhardo e Yuri Mamute. Ricardo Oliveira descontou para o Santos naquela oportunidade.

R. Oliveira fora, e substituto ansioso

Sem Ricardo Oliveira, que ainda se recupera de uma lesão no joelho direito, Dorival Júnior optou pela entrada de Joel. O camaronês, apesar da velocidade e movimentação, demonstrou em diversas vezes uma ansiedade para definição do lance, ficando em posição irregular em vários momentos durante a partida. Em um deles, ele acertou a trave e a bola sobrou para Gabriel marcar, mas a oportunidade foi bem anulada pelo bandeira.

Última partida?

Uma dúvida paira na cabeça dos torcedores santistas a partir deste domingo. Teria sido esse a última partida de Gabriel e Lucas Lima com a camisa do Santos? Isso porque logo após o jogo, os dois vão se apresentar ao técnico Dunga para a disputa da Copa América Centenário pela seleção brasileira, competição que acontece entre os dias 3 e 26 de junho, nos Estados Unidos. Além de poder perder até nove rodadas do Campeonato Brasileiro (caso o Brasil chegue à decisão), o atacante e o meio-campista costumam ser assediados nas janelas de transferência, sendo que a próxima se inicia em julho, logo após o fim do torneio continental.

Capitão homenageado

Antes do jogo, Renato, que marcou o gol da vitória, recebeu da diretoria uma placa comemorativa pelos seus 300 jogos com a camisa do Santos. Apesar de começar a carreira como profissional no Guarani, foi na equipe da Vila Belmiro que ele ganhou destaque no cenário do futebol nacional. Pelo time da baixada, ele foi campeão brasileiro em 2002 e 2004 e, nesta segunda passagem, campeão paulista em 2015 e 2016.

Agenda

Na próxima rodada, O Santos visita o Figueirense, quarta-feira (25), às 19h30 (de Brasília), no Orlando Scarpelli, em Santa Catarina. Já o Coritiba recebe o São Paulo, no mesmo dia, mas às 21h45, no Couto Pereira.


FICHA TÉCNICA

SANTOS 2 X 1 CORITIBA
 
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 22 de maio de 2016, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Pablo Almeida da Costa e Celso Luiz da Silva (ambos de MG)
GOL: Kléber, aos 19min do 1º tempo (Coritiba); Vitor Bueno, aos 16min do 2º tempo e Renato, aos 51min do segundo tempo.
 
SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia, Vitor Bueno (Matheus Nolasco) e Lucas Lima (Paulinho); Gabriel e Joel (Ronaldo Mendes). Técnico: Dorival Júnior
 
CORITIBA: Wilson; Dodô, Rafael Marques, Juninho, Carlinhos; João Paulo, Alan Santos (Ícaro), Ruy (Thiago Lopes), Cesar González e Leandro; Kleber (Guilherme Parede). Técnico: Gilson Kleina
Resultado de imagem para uol esporte logo

Postagens mais visitadas deste blog

Com equipe completa, nado sincronizado iniciou treinamentos muito antes da Rio 2016

Seleção masculina de hóquei sobre grama sofre segunda derrota

Marcos Danilo Padilha - "Profissão - Goleiro"