ZH

 

Zero Hora

Últimas notícias

Carregando...

/

ESPORTE PARA TODOS!

 

OUÇA - A VIDA DE WILSON SILVA

domingo, 29 de maio de 2016

UOL F1 : Hamilton aproveita trapalhada da Red Bull e vence a primeira no ano

Lewis Hamilton celebrates after winning.
Resultado de imagem para uol esporte logo
Em uma prova marcada por chuva, erros e batidas, Lewis Hamilton repetiu o feito de 2008 e venceu o GP de Mônaco após largar na terceira posição. O inglês acertou na estratégia de parada nos boxes e contou com um erro da Red Bull para bater o pole position Daniel Ricciardo e vencer pela primeira vez na temporada. Ricciardo comandou a primeira parte da prova, mas a equipe não estava com seus pneus preparados em sua segunda parada. Com isso, o australiano perdeu a primeira colocação para Hamilton, que aproveitou para vencer.

Lewis Hamilton joga troféu para o alto no pódio do GP da Rússia (Foto: AFP)
 "Nada que vocês possam dizer vai melhorar as coisas", disse o pole position, revoltado com seu time. Ricciardo ficou com a segunda colocação. Sergio Perez foi outro que acertou a estratégia de parar nos boxes no momento certo e surpreendeu ao conquistar o terceiro lugar, em um dia em que o líder do campeonato Nico Rosberg decepcionou e foi apenas o sétimo colocado. Vettel foi o quarto, com Alonso em quinto. Hulkenberg foi o sexto, passando Rosberg próximo da linha de chegada na última volta. Felipe Massa terminou em décimo em uma corrida difícil para a Williams. 

Felipe Nasr protagonizou uma polêmica na prova ao não aceitar uma ordem de equipe e acabar batendo com o companheiro Marcus Ericsson. O sueco depois se desculpou pelo acidente. Início com chuva e acidentes Devido à chuva, a corrida começou com o Safety Car. E o primeiro piloto ficou pelo caminho logo na reta: Jolyon Palmer perdeu o carro sozinho e bateu forte, causando o Safety Car virtual, enquanto alguns pilotos, como Felipe Nasr e Jenson Button, arriscaram colocar os pneus intermediários. A escolha se mostrou acertada: o brasileiro chegou a ser o mais rápido da pista naquele momento. A segunda 'vítima' foi Kimi Raikkonen, que bateu sozinho no hairpin e quase levou Felipe Massa junto. 

O brasileiro conseguiu evitar a Ferrari, que também bloqueou Grosjean. Enquanto isso, na frente, Ricciardo escapava e Rosberg segurava o pelotão. Com isso, Vettel tomou a decisão de colocar os intermediários, voltando à pista no décimo lugar com 14 voltas disputadas. Hulkenberg, que estava em quarto, seguiu a tática da Ferrari. Na 16ª volta, Hamilton finalmente se livrou do lento Rosberg, em uma ordem de equipe. Logo na primeira volta, o inglês foi 5s mais rápido que o companheiro. Também bem mais lento e ainda com os pneus de chuva, Massa passou a segurar os pilotos mais bem colocados com pneus intermediários, liderados por Vettel. 

 Esse tempo perdido permitiu que Rosberg parasse e voltasse à frente do compatriota, assim como Perrez. Na 23ª volta, Ricciardo também fez sua parada, deixando a liderança com Hamilton. A pista seca A tática do inglês era esperar a pista secar para colocar os pneus de pista seca e, assim, fazer uma parada a menos que os rivais. Na 31ª volta, Marcus Ericsson foi o primeiro a arriscar colocar os pneus slick. No giro seguinte, foi a vez de Hamilton colocar os ultramacios, sendo seguido por quase todos os pilotos. Ricciardo demorou uma volta a mais para parar e sofreu com um erro da equipe Red Bull, que não tinha seus pneus preparados. 

Com isso, o australiano voltou logo colado no inglês, mas em segundo. Após as paradas, Perez pulou para terceiro, à frente de Vettel, Alonso, Rosberg, Hulkenberg, Sainz, Verstappen e Button. Na 35ª volta, Verstappen, que largara nos boxes e fazia uma prova agressiva de recuperação, acabou no muro e causou mais um Safety Car Virtual. Na relargada, Ricciardo seguiu pressionando, mas não conseguia passar Hamilton, que chegou a dar uma fechada forte, investigada pelos comissários, mas não foi punido. 

 Nas voltas finais, Ricciardo não conseguiu mais pressionar Hamilton, que venceu apenas pela segunda vez em Mônaco. Sergio Perez chegou a ser perseguido por Sebastian Vettel, mas o alemão errou no mesmo ponto em que Verstappen bateu e perdeu contato com o mexicano. Fernando Alonso se segurou após ser pressionado por várias voltas por Nico Rosberg e levou a McLaren ao quinto lugar, com o líder do campeonato apenas em sétimo, após ser também superado por Nico Hulkenberg praticamente na linha de chegada. Carlos Sainz, Jenson Button e Felipe Massa completaram o top 10.  
Confira o resultado final do GP de Mônaco 
1. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) - 78 voltas, em 1h59min29s133 
2. Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) - a 7s252 
3. Sergio Perez (MEX/Force India) - a 13s825 
4. Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) - a 15s846 
5. Fernando Alonso (ESP/McLaren) - a 1min25s076 
6. Nico Hulkenberg (ALE/Force India) - a 1m32min999s 
7. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - a 1min33s290 
8. Carlos Sainz (ESP/Toro Rosso) - a 1 volta 
9. Jenson Button (GBR/McLaren) - a 1 volta 
10. Felipe Massa (BRA/Williams)- a 1 volta 
11. Valtteri Bottas (FIN/Williams) - a 1 volta 
12. Esteban Gutiérrez (MEX/Haas) - a 1 volta 
13. Romain Grosjean (FRA/Haas)- a 2 voltas 
14. Pascal Wehrlein (ALE/Manor) - a 2 voltas 
15. Rio Haryanto (INA/Manor) - a 2 voltas 
  Não completaram 
Marcus Ericsson (SUE/Sauber) Felipe Nasr (BRA/Sauber) Max Verstappen (HOL/Red Bull) Kevin Magnussen (DIN/Renault) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) Joylon Palmer (GBR/Renault) .




Lewis Hamilton celebrates after winning. Photograph: Eric Gaillard/Reuters